Header Ads

Com redução de juros pela Caixa, construção espera oferecer imóveis com valores mais baixos no Ceará


Com o anúncio da Caixa em relação à redução de juros para financiamentos imobiliários para empresas, o mercado imobiliário cearense espera lançar imóveis com taxas mais reduzidas aos consumidores, segundo Patriolino Dias, presidente do Sindicato das Construtoras do Ceará (Sinduscom-CE). As taxas caíram de 9,25% para 6,50% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), no caso de empresas com relacionamento com a Caixa na construção de imóveis.  

Na opinião de Patriolino Dias, a medida terá impacto nas vendas de imóveis, uma vez que os custos para construção de empreendimentos são inseridos proporcionalmente no valor final dos imóveis. 

“Isso reflete diretamente no preço para o consumidor final, porque é um dos custos que usamos para financiar os empreendimentos. A gente acredita que vai dar mais um dinamismo ao setor. E isso fomenta os novos lançamentos das construtoras”, pondera. 
Para ele, a economia tem caminhado para um melhor desempenho do setor neste ano, isso porque a taxa básica de juros (Selic) teve uma nova redução e está em 4,25% neste ano. E a inflação, medida neste mês 0,21% em janeiro, têm garantido mais confiança aos empresários do segmento. 

Capital de giro 
O pronunciamento da retração dos juros foi feito pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. De acordo com ele, as próprias construtoras estavam demandando a redução dos juros do crédito imobiliário para pessoas jurídicas.  

"Em 2006 e 2007, tivemos movimento de abertura forte de capital de empresas de construção na bolsa. Estamos vendo hoje movimento similar", comentou. "Várias empresas estão abrindo capital. Mas a capitalização em si não é suficiente. A Caixa vai permitir que o aumento de capital pelas empresas seja seguido pelo aumento do volume de crédito", acrescentou. 
Diario do Nordeste


Tecnologia do Blogger.