terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

Moradores fazem abaixo-assinado pedindo a mudança de local do pré-carnaval do Benfica


Um abaixo-assinado organizado por moradores do Benfica pede que o pré-carnaval deixe de acontecer no bairro de Fortaleza. O documento já conta com mais de 100 assinaturas físicas e será encaminhado ao Ministério Público do Ceará (MPCE), ainda sem data definida.

“Aqui tem inúmeros idosos, doentes com Alzheimer, depressão, em tratamento quimioterápico. Esse evento prejudica eles”, denuncia um morador que pediu para não ser identificado.

Entre as reclamações mais apontadas pela população estão o barulho provocado pelo volume do som, além da insegurança e da sujeira na área. Conforme a pedagoga Dayane Ribeiro, 28, os transtornos começam após o encerramento da programação oficial.

Nesse domingo (2), quatro paredões de som foram apreendidos no bairro pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis). Em nota, o órgão informou ainda que 55 fiscais e 165 auxiliares atuam em todos os polos do Ciclo Carnavalesco da Capital.

Contudo, segundo Dayane Ribeiro, que “diversas vezes” se sente prejudicada com o barulho, a festa continua depois que fiscais e a Polícia Militar vão embora. “Quando as autoridades saem, eles retornam, por volta das 23h, as caixas de som começam a tocar e aparecem os carros de som. E não é só o som, tem insegurança”.

Na mesma ação que resultou na apreensão de paredões, um homem foi preso suspeito de assaltar foliões durante o pré-carnaval no bairro e tiros foram ouvidos por moradores.

Um terceiro morador (identidade preservada) também reforça o comportamento dos brincantes após os militares deixarem o local. “Não temos nada contra o evento, mas não era para ser dessa forma. A Polícia sai e voltam os transtornos. A vizinhança tem vários idosos, o barulho é alto, mas há pessoa invadindo as casas, pulando os muros, quebrando os portões. Minha vizinha encontrou o jardim dela deteriorado com lixo e preservativo usado”.

Por meio de nota, a Polícia Militar disse que os eventos de pré-carnaval no Benfica contam com patrulhamento nas modalidades a pé, emprego de bases móveis e viaturas do policiamento ostensivo geral e da força tática.

Já a Secretaria Regional IV, responsável pela área, esclareceu que a limpeza no bairro é feita por oito garis no dia seguinte à festa. “A coleta de lixo domiciliar segue o calendário normal, às terças, quintas e sábados. Os moradores devem colocar o lixo nas calçadas apenas nos dias e horários já agendados”, pondera.
G1 Ceará