Header Ads

Cearenses dormem em fila na Receita Federal para regularizar CPF e receber auxílio emergencial de R$ 600

Longas filas na sede da Receita Federal em Fortaleza. — Foto: Isaac Macedo/SVM

Dezenas de cearenses amanheceram nesta segunda-feira (13) em uma fila no entorno da sede da Receita Federal, em Fortaleza, para regularizar o CPF a fim de receber o auxílio emergencial de R$ 600. Mesmo com o horário de atendimento iniciando às 8h, teve trabalhador que chegou ao local ainda na noite de domingo (12) e precisou dormir na fila para garantir o atendimento.

Aldemir Brito, trabalhador autônomo, chegou ao local por volta das 18h de domingo para tentar fazer a regularização do CPF. Ele já tinha ido ao local na semana passada e não conseguiu por causa das longas filas. Por isso, voltou e decidiu chegar no dia anterior, pela noite, para não ter problemas.

“Cheguei ontem [domingo] seis horas da noite. Doze horas de espera, nesta fila. Porque cedo? Cedo por que me disseram que pessoal falou que tinha gente que começou a dormir aqui. E quinta-feira eu cheguei e não consegui ser atendido, porque a fila estava grande demais, uns três a quatro quarteirões”, afirmou.

O autônomo explicou porque prefere enfrentar longas filas. Segundo ele, pela internet as coisas costumam não dar certo. "Tenho que ajeitar o CPF, mas geralmente o pessoal entra na internet e dá tudo errado e não resolve".
Aldemir afirma que os R$ 600 vão ajudar bastante a família. Principalmente para comprar comidas e pagar contas. "Trabalho com miudezas, com brinquedos, e sem vendas por conta do decreto, esse dinheiro vai me ajudar bastante com alimentação e a pagar algumas continhas".
Segundo a Receita, entre os principais problemas com o documento estão o cadastro com dados incorretos ou incompletos, pendências no Imposto de Renda ou com a Justiça Eleitoral.
O órgão destaca que é possível conferir se o documento está regular pelo site da instituição. Para a checagem, é preciso ter o número do documento e a data de nascimento.
Se for necessário regularizar o CPF, a Receita oferece duas opções online: uma delas é o formulário para alteração de dados cadastrais, como o estado civil ou endereço. A outra é pelo chat, que é a página para conversa online com um atendente.

Quem não conseguir acesso ao site, pode enviar um e-mail para a receita pelo endereço atendimentorfb.07@rfb.gov.br.
A Receita Federal informa, ainda, que é importante verificar se -- ao preencher o cadastro para pedir os R$ 600 -- o nome do requerente, o nome da mãe e a data de nascimento são iguais aos que constam na base de dados do órgão.

Pagamentos do auxílio

O auxílio emergencial será pago para trabalhadores informais, desempregados, contribuintes individuais do INSS e MEIs. Veja como deve ser o calendário de pagamento para todos os trabalhadores que têm direito ao auxílio:

Primeira parcela

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e não têm conta nesses bancos: terça-feira (14 de abril);
Trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único: em 5 cinco dias úteis após inscrição no programa de auxílio emergencial;
Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de abril, seguindo o calendário regular do programa.

Segunda parcela

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 27 e 30 de abril;
Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de maio, seguindo o calendário regular do programa.

Terceira parcela

Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 26 e 29 de maio;
Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de junho, seguindo o calendário regular do programa.

Mutirão

Os servidores da Receita Federal do Ceará participaram de um mutirão que regularizou cerca de 415 mil CPFs no último fim de semana no estado. A ação, realizada por servidores da 3ª Região Fiscal, também beneficiou cidadãos residentes no Piauí e Maranhão. A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira (13) pelo superintendente da Receita Federal, João Batista Barros.

Barros destacou que os documentos com pendências solucionadas eram de "contribuintes que não conseguiam regularizar seu CPF exatamente por ter alguma pendência eleitoral. A Receita fez isso para [mais de] 400 mil cearenses", afirmou.

Solução pela internet

O superintendente reforçou para o contribuinte que não é necessário ir diretamente à Receita Federal. A regularização pode ser resolvida por meio da internet. Um caminho mais fácil, ágil e que evita aglomerações, segundo ele. Nesta manhã, uma multidão voltou a se aglomerar no entorno da sede do órgão.

"O contribuinte deve resolver sua situação no site da Receita Federal, ou pelo e-mail que nós disponibilizamos, para os contribuintes atendimentorfb.03@rfb.gov.br. [São] caminhos mais rápidos, mais tranquilo para a resolução dessas pendências", disse.

G1 - CE


Tecnologia do Blogger.