Header Ads

Quatro dias após homicídio, Cláudio Aragão se apresenta na Delegacia de Santa Quitéria


O professor Francisco Cláudio Facundo Aragão, 41, se apresentou nesta quarta-feira (04), acompanhado de seu advogado, na Delegacia de Polícia Civil de Santa Quitéria. Ele confessou ter assassinado Adriano Pinto de Brito, em um restaurante no último sábado (29).

O funcionário da Câmara Municipal foi morto com um disparo na cabeça, efetuado por Cláudio de dentro do seu carro por uma espingarda calibre 12, a aproximadamente oito metros de distância. Os estilhaços da bala também atingiram as paredes do estabelecimento.

Em seu depoimento, afirmou que não estava alcoolizado e confirmou a discussão que houve anterior, inclusive, em que foi atingido com um soco, e num momento de fúria, foi até sua casa, se armou e retornou, onde praticou o crime. Logo após, ele se desfez a arma no Rio Jacurutu e em seguida, fugiu para a zona rural do município, onde esteve recolhido neste período.

O inquérito deverá ser finalizado pelos próximos dias pelo delegado Igor Vasconcelos e então, remetido à Justiça. Enquanto isso, ele aguardará a denunciação em liberdade.

A Voz de Santa Quitéria 


Tecnologia do Blogger.