Header Ads

Por que diabéticos estão entre grupos mais vulneráveis ao coronavírus? Saiba quais são os riscos


Diabéticos estão entre os grupos mais vulneráveis ao novo coronavírus por dois motivos principais: excesso de glicose no sangue e tendência a inflamação – essas duas condições impedem que o sistema imunológico responda adequadamente a infecções por vírus e bactérias.

Relatórios da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde colocam quem tem diabetes entre os mais suscetíveis à Covid-19.

Os principais fatores que explicam a vulnerabilidade são:
- O excesso de açúcar no sangue dificulta o combate a doenças
- O processo de inflamação é mais acentuado nos diabéticos
- Por causa do sistema imunológico comprometido de quem tem diabetes, alguns sintomas da infecção por coronavírus demoram a aparecer
Veja os cuidados específicos que diabéticos devem tomar:
- Controlar a glicemia (índice de açúcar no sangue)
- Dieta balanceada e atividade física constante
- Tomar vacinas para outras infecções virais e bacterianas

"O excesso de açúcar causa um atordoamento do sistema imunológico. Ele altera a atividade cardiovascular e faz com que o organismo não combata ameaças", explica o alergista Marcelo Bossois, membro do projeto Brasil sem Alergia.

Por conta do sistema imunológico comprometido, diabéticos não conseguem dar os sinais de alarmes claros da doença, segundo a infectologista Rosana Richtmann, também da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

De acordo com o endocrinologista João Eduardo Nunes Salles, de todos os sintomas que diabéticos com Covid-19 têm, o mais intenso é a falta de ar. O controle da glicemia é a medida mais eficaz para proteger diabéticos de infecções.


A VOZ DE SANTA QUITÉRIA

Tecnologia do Blogger.