Header Ads

Crime que resultou na morte de idosa no Ceará foi encomendado por R$ 30 mil, diz polícia


O crime que culminou na morte da idosa Maria Nisia Teixeira Freitas foi encomendado por R$ 30 mil pela irmã da mulher que fazia os cuidados da vítima, segundo revelou a Polícia Civil nesta segunda-feira (27). A irmã, identificada apenas como Tereza, é apontada como mentora do crime e está foragida juntamente com outros três suspeitos do latrocínio.

Maria Nisia foi assassinada a pauladas na sexta-feira (25). A cuidadora da idosa Isa Pismel, e o namorado dela, Carlos André Sampaio, foram presos suspeitos da execução do crime.

A cuidadora era responsável pelo acesso às contas bancárias de Maria Nisia, que era servidora federal, conforme a polícia. E também cuidava do esposo da vítima, que sofre de Alzheimer. A suspeita vivia em uma casa avaliada em mais de R$ 1,2 milhão, de propriedade da idosa, localizada de frente para a residência da vítima.

Moravam na casa Isa Pismel, a filha dela e, mais recentemente, o namorado da cuidadora, Carlos André.

Presos com carro da idosa
Cuidadora e namorado foram presos momentos após o crime em perseguição policial. Eles estavam fugindo com o carro da idosa.

“Ele nos afirmou que foi peitado por Tereza pelo valor de R$ 30 mil, para que fizesse esse roubo lá na casa. Inclusive ela, Tereza, daria o apoio logístico com carro e outros três indivíduos”, disse o delegado Elzo Moreira, do 22º Distrito Policial, localizado em Caucaia.

Carlos André, com antecedentes criminais por roubo e receptação, confessou o crime e revelou a participação da namorada durante depoimento.

Cuidadora mandou retirar HD
Iza Pismel era próxima da vítima e trabalhava há dois anos como cuidadora da idosa. Maria Nisia era amiga do pai de Pismel, e atendeu a um pedido dele ao oferecer emprego à cuidadora.

De acordo com o delegado, Pismel quem mandou o namorado retirar o HD que armazenava as imagens do circuito interno de segurança da casa da idosa, dias antes do crime.

“Chegou ao nosso conhecimento que, há pouco tempo, a senhora Isa, a cuidadora, tinha pedido ao namorado Carlos André que retirasse esse HD. Por essa razão é que nós demos voz de prisão à senhora, pois ela estava envolvida já que mandou retirar o HD”, ratificou Moreira.

Namoro recente
Isa Pismel e Carlos André namoravam há cerca de três meses. O homem é natural da Bahia, e veio de São Paulo para o Ceará. Ele contou à polícia que estava vivendo em abrigos e resolveu pedir emprego de casa em casa, chegando à residência da idosa, que o recomendou a procurar sua funcionária, a cuidadora.

Assim o casal se conheceu e começou a planejar o crime, de acordo com as investigações.

A principal suspeita da polícia é de que os envolvidos pretendiam transferir a posse das casas de Maria Nisia para seus nomes. Durante as investigações, a polícia encontrou documentos das propriedades em uma gaveta dentro da casa onde a cuidadora estava morando.

A polícia está ouvindo novas testemunhas, como familiares, vizinhos, funcionários e ex-empregados da casa.
G1 Ceará


Tecnologia do Blogger.