Header Ads

Policial da reserva da PMCE se torna digital influencer após criar personagem "Sem Sequela"



A brincadeira fez com que o sargento Washington chegasse aos oito mil seguidores

O sargento Washington Luís de Sousa, conhecido como Marreco, tornou-se um digital influencer e já possui mais de oito mil seguidores na rede social Instagram. O militar da reserva ficou famoso nas redes sociais após criar um personagem chamado "Sem Sequela". 

O "Sem Sequela" faz alusão ao policial que trabalhou a vida inteira e durante o período da reserva, que é uma espécie de aposentadoria, continua com as atitudes de quem está na ativa. Sempre atento para qualquer ocorrência. 

Em janeiro de 2019, 800 policiais da reserva retornaram a ativa depois dos ataques de facções criminosas a prédios e viadutos. O sargento Washington estava entre os militares que retornaram à atividade. Em entrevista a uma emissora de TV, ele afirmou que nasceu para ser da Polícia. "Ao reingressar na Polícia Militar prometo rigorosamente cumprir as ordens das autoridades, respeitar os superiores hierárquicos e tratar com afeição os irmãos de armas, cujo a honra e integridade da instituição defenderei pelo sacrifício da própria vida. Eu nasci para ser Polícia", relatou no dia em entrevista.

Diferente do jeito sério do sargento Washington, o "Sem Sequela" brinca e faz piadas com músicas e se diverte com as histórias e o cotidiano da corporação. O bom humor é uma das características das gravações. "Eu estava em uma mesa e chegaram quatro policiais do Raio, desceram da moto e mandaram todo mundo ir para casa. Levantei e gritei: só tem duas pessoas que eu obedeço: minha mãe e vocês", diz no vídeo.  Os vídeos tornam-se memes e viralizam nas redes sociais, principalmente no WhatsApp.  A página dele no Instagram (@semsequelaoficial) reúne todas as peripécias cearense do PM da reserva. 

Ainda nas mensagens do Instagram,  o "Sem Sequela" afirma que teme "instagrar" o seu casamento depois de tantas pessoas que o seguem. As parcerias são feitas por direct e, por não saber usar o aplicativo, outros policiais administram a página de forma temporária.

Fonte: O Povo


Tecnologia do Blogger.