Header Ads

Médico e prefeito suspeito de abusar pacientes no Ceará é indiciado por estupro de vulnerável

Médico e prefeito afastado de Uruburetama pediu desculpas às mulheres que o denunciam por estupro — Foto: TV Globo/Reprodução

A delegada da cidade Cruz, que também investiga o médico, concluiu inquérito há poucas horas e deve remeter o documento ao Poder Judiciário ainda nesta sexta-feira.

O médico e prefeito afastado de Uruburetama, José Hilson de Paiva, foi indiciado nesta sexta-feira (26) pela Polícia Civil do Ceará pelo crime de estupro de vulnerável. Joseanna Oliveira, delegacia da cidade Cruz que investiga o médico, concluiu o inquérito e deve remeter o documento ao Poder Judiciário ainda na tarde desta sexta.

Conforme a delegada de Cruz, das oito mulheres que prestaram depoimento na unidade da Polícia Civil, duas entraram no inquérito como vítimas de estupro de vulnerável e outras seis como testemunhas, já que o crime contra elas ocorreu há mais de seis meses e prescreveu.
José Hilson está preso há uma semana, desde que se apresentou espontaneamente na Delegacia Geral do Ceará, no centro da Fortaleza. Ele é suspeito de cometer crimes sexuais contra dezenas de mulheres consultadas por ele em Uruburetama e Cruz.

prisão preventiva de Hilson foi decretada pelo juiz de Uruburetama, José Cléber Moura. O Ministério Público do Ceará (MPCE) defende a prisão de Hilson afirmando que solto ele seria capaz de "coagir, constranger, ameaçar e corromper" vítimas, assim atrapalhando a investigação.

G1 -CE


Tecnologia do Blogger.