Header Ads

Ceará passa os 8% em letalidade e supera taxa nacional


O Ceará registrou, neste domingo, 3, a taxa de letalidade de 8,1% por Covid-19, a maior registrada até o momento para a região. O levantamento, divulgado pela plataforma IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), revela a quantidade de pessoas que morreram de Covid-19 em relação ao número de pessoas infectadas por ela. O valor, portanto, supera a taxa do Brasil (6,9%), divulgada no mesmo dia pelo Ministério da Saúde (MS).

No decorrer do final de semana, a taxa no Ceará vem crescendo consecutivamente. A taxa de letalidade, que estava em 7,7% - e já superava os valores nacionais - subiu para 7,9% no boletim da tarde de ontem e depois alcançou 8,1% com o novo relatório. É a maior registrada para a região Nordeste e o maior índice já anotado
no Estado.

Oficialmente, o Ceará registra 8.379 casos e 677 óbitos em decorrência do novo coronavírus. Foram mais nove mortes registradas e outros nove casos da doença confirmados em relação ao boletim anterior. Fortaleza segue sendo o município com o maior número de casos diagnosticados, com 6.417, seguido de Caucaia, com 307.

Desde a última quarta-feira, 29, são 954 casos a mais e 204 novas mortes. Conforme o IntegraSUS, 24.626 casos suspeitos estão em investigação. Ao todo, 27.283 exames já foram realizados no Ceará. Há casos confirmados em 152 dos 184 municípios cearenses (82,6%).

Neste final de semana, chamados por ambulâncias para suspeita de Covid-19 se multiplicaram. Segundo apuração do O POVO, áudios de comunicação entre socorristas e central do Samu Fortaleza mostraram profissionais se desdobrando para atender os casos de suspeita de Coronavírus em Fortaleza

Em coletiva com o prefeito Roberto Cláudio e os titulares Estadual e Municipal da Saúde, Dr. Cabeto e Joana Maciel, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a prorrogação do decreto de isolamento social e indicou o endurecimento de medidas contra o avanço do novo coronavírus, principalmente, em Fortaleza. O chefe do Executivo destacou o crescimento da curva de contaminação e fez apelo pelo cumprimento
do isolamento.

Camilo afirmou que o "lockdown", restrição de bloqueio total mais severa na pandemia, está em análise. "Esse não é o momento de flexibilizar. É o momento de ampliar ainda mais as medidas", destacou. O secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, ponderou que a forma como o lockdown seria implantado está
sendo estudada.

Para preservar o corpo de pacientes falecidos devido a Covid-19, a Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) iniciou ontem a instalação de contêineres nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital. No bairro Pirambu, a UPA localizada na avenida Presidente Castelo Branco já conta com a instalação provisória.

Já a partir desta segunda-feira, 4, a prefeitura passará a organizar as filas do lado de fora de 20 agências da Caixa Econômica Federal para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. Segundo Roberto Cláudio, equipes da Prefeitura passarão a distribuir máscaras de proteção, oferecerão álcool em gel e orientarão a distância entre as pessoas.


O POVO

Tecnologia do Blogger.