Header Ads

Idosa de 90 anos tem alta após 6 dias internada com suspeita de Covid-19 em Fortaleza


Internada desde o dia 8 de abril com suspeita de Covid-19, a aposentada Albanisa Domingos de Sousa Rebouças, de 90 anos, recebeu alta hospitalar na terça-feira (14), para concluir a recuperação isolada em casa, no Bairro Bom Sucesso, em Fortaleza. Durante internação na rede particular, médicos ministraram um coquetel de medicamentos para idosa, dentre eles a cloroquina, remédio recentemente incluído no tratamento da doença.
Por apresentar sintomas suspeitos de infecção por novo coronavírus, Albanisa Domingos foi testada, mas o resultado do exame ainda não foi disponibilizado. A idosa segue sob cuidados da família, pois está no grupo de risco por múltiplos fatores, como idade, hipertensão e diabetes.
Os primeiros sintomas iniciaram há nove dias e logo se agravaram, relata Ana Cristina Rebouças, 49, filha da paciente. Depois de apresentar febre, ela foi internada.
“Ela já tava apresentando uma tosse insistente, logo liguei para o médico vir fazer uma avaliação domiciliar, e ele disse que era uma alergia. Logo que ele saiu, a mãe vomitou tanto que desmaiou”, relembra.
“Primeiro foi na ala comum, mas fez exames que acusaram o comprometimento do pulmão e os médicos transferiram-na para a ala da Covid-19".
Por também apresentar sintomas da Covid-19, Ana conta que precisou ir para casa, seguindo as orientações da equipe hospitalar. Em seguida, Glaucia Rebouças, 55, assumiu o posto e cuidou da mãe internada. “Foi muito angustiante tanto pela contaminação quanto pelo nosso pai, que tem 92 anos e não podia vê-la. Eles têm 62 anos de casados, é muito difícil”, disse Glaucia.


G1 CEARÁ

Tecnologia do Blogger.