Header Ads

Com 157 mm, Nova Russas registra sua maior chuva da série histórica


O município de Nova Russas, localizado na macrorregião da Ibiapaba, registrou a maior chuva da sua série histórica. Considerando o intervalo entre as 7h da última terça (10) e 7h desta quarta-feira (11), o acumulado foi de 157 milímetros, no posto pluviométrico Nova Betânia, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Anteriormente, o município havia registrado 155 mm no posto Nova Russas (Sede), em 26 de janeiro de 1977. Esse acumulado das últimas 24 horas é o 5º maior observado no Ceará em 2020 – Granja, no Litoral Norte, apresentou o maior registro neste ano com 180 mm.

O meteorologista da Funceme, Raul Fritz, explica o fenômeno meteorológico que pode ter resultado um acumulado tão expressivo no município. “Uma nuvem do tipo Cumulonimbus, aquela muito desenvolvida verticalmente, se formou na região; inclusive, com partes dela alcançando os municípios vizinhos de Ipueiras e Catunda, trazendo essa chuva tão intensa para Nova Russas. Então, esse é o tipo de nuvem que forma essa precipitação intensa”, comenta o especialista.

Fritz comenta também sobre as características da nuvem Cumulonimbus, chamada também de “nuvem de tempestade”. “Ela resulta de uma convecção muito intensa e profunda típica da região muito próxima do Equador, de áreas tropicais do planeta, e tem uma altura muito grande desde a base até o topo. Isso provoca pancadas de chuvas intensas e relativamente rápidas”, complementa o meteorologista da Funceme.


A VOZ DE SANTA QUITÉRIA

Tecnologia do Blogger.