Header Ads

Pai e filha de um ano são mortos a tiros em uma das noites mais violentas do Ceará


Um pai e a filha de um 1 ano e 11 meses foram assassinados dentro de casa em Beberibe, no litoral do Ceará, na madrugada de sábado (22). Criminosos invadiram a casa de Francisco Jorge Gomes Xavier, de 39 anos, acreditando que era a residência de uma homem com os assassinos haviam brigado horas antes.

O bando disparou vários tiros contra Francisco Jorge e atingiram também Jorgiane dos Santos, de um e 11 meses de idade. Pai e filha foram duas das 34 vítimas de homicídio de dois dos dias mais violentos da história do Ceará.

Foram 37 homicídios na sexta-feira (21) e 34 no sábado (22). Os números só não são maiores do que os ocorridos em 1º de janeiro de 2012, quando a Polícia Militar do Ceará estava de greve.

Desde o início do motim dos policiais do Ceará, na quarta-feira, foram 122 homicídios no estado, uma média de 30,5 por mês. Antes do início do motim, a média de homicídios neste ano era de seis por dia.

Por conta da crise na segurança, o Exército passou a atuar em Fortaleza na sexta-feira, em uma aplicação da Garantia da Lei e da Ordem. Mesmo após o reforço, o Ceará teve 37 homicídios na sexta-feira.

O comandante da 10ª Região Militar do Ceará, Fernando da Cunha Mattos, afirmou que o estado ainda receberá mais tropas para reforçar a segurança. Mattos disse que o número de soldados foi "inicialmente insuficiente" e que o Comando do Nordeste enviou tropas de quatro estado. O número de soldados, porém, não foi informado pelo comandante.

Ainda conforme Mattos, o Exército vai começar neste domingo a exercer o poder de polícia nas ruas de Fortaleza, medida que deve reduzir os homicídios na capital cearense. Outra medida que será adotada será o uso de veículos blindados.

"Os blindados serão utilizados para garantir a segurança de quem está dentro. Será um reforço no patrulhamento", explica o comandante do Exército no Ceará.
G1 Ceará

Tecnologia do Blogger.