Header Ads

Jovem denuncia agressão após sofrer assédio no Carnaval em São Benedito: "Eu jamais imaginei que aconteceria comigo"


Islayna Costa curtia o Carnaval com amigas quando foi assediada e insultada verbalmente por um grupo de homens, em São Benedito, município do interior do Ceará. Segundo relato da vítima nas redes sociais, bastou a jovem reagir aos abusos para que um dos homens a agredisse fisicamente. “Levei mãozada na cara, bateram minha cabeça no carro e fui jogada no chão”, conta. A Delegacia da Mulher de Sobral investiga o caso, que ocorreu na noite do último domingo, 23.
De acordo com Islayna, ao tentar denunciar a violência para as autoridades locais, na cidade de São Benedito, as jovens não receberam apoio policial. “Falaram que estávamos bêbadas e podíamos ficar presas até a quarta-feira; as autoridades mandaram o agressor trocar de blusa para que a gente não o reconhecesse”, denuncia. Segundo Islayna, os policiais estariam tentando acobertar a ação do agressor, que é dono de uma pousada no município e teria “influência na cidade”.
“Eu só queria sair dali, pois estava só, sem saber o que fazer, na cidade dos outros; com medo e sem apoio nenhum, o que retrata ainda mais o que muitas mulheres passam”, declara a jovem na publicação, em apelo para que as mulheres vítimas de abuso também se manifestem em denúncias e nas redes sociais. “Não se calem, vocês não são obrigadas a aguentar abuso de ninguém; vai na delegacia, vai na rede social, só não fiquem quietas”, reforça Islayna. A Delegacia da Mulher de Sobral foi informada sobre a ocorrência e iniciou os procedimentos de investigação.
Islayna tem recebido apoio de diversas pessoas que se sensibilizaram pelo relato da jovem no Instagram. "Vá atrás de um bom advogado e denuncie os policiais também. Isso é um absurdo", disse uma usuária da rede social. "As mulheres acabam morrendo por ter gente que acha que é mentira! Só desejo a você força e que a justiça seja feita", disse uma outra internauta.
Douglas Diniz Queiroz Pinheiro, advogado do acusado, informou ao O POVO que seu cliente não irá se pronunciar sobre o relato de Islayna. No entanto, pontua que devem "tomar providências" sobre a publicação.
Em nota, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informou que foram adotadas as devidas providências para investigação do caso registrado no município de São Benedito. "A ocorrência já foi transferida para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sobral. A PCCE já fez contato com a vítima e está prestando todo o apoio necessário para a resolução do fato", diz trecho da nota.
O POVO tentou contato com Islayna pela rede social e e-mail indicado no Instagram, para saber mais informações do caso relatado, mas até o momento não obteve retorno.


O POVO

Tecnologia do Blogger.