Comitê Deliberativo do Ceará Pacífico discute balanço das ações realizadas nos últimos dois anos em Sobral



O Comitê Deliberativo do Ceará Pacífico em Sobral se reuniu, nesta quarta-feira (08/01), para discutir as ações realizadas nos últimos dois anos e que vêm impactando positivamente na redução dos índices de violência do município. Esse foi o vigésimo segundo encontro e contou, mais uma vez, com representantes das Polícias, Judiciário, Ministério Púbico, Defensoria Pública e Poder Executivo.

“Nós estamos engajados, desde o início de meu mandato. À época, segurança era a principal preocupação da população de Sobral. Hoje ela está em terceiro lugar, em decorrência da queda dos indicadores, que foi muito grande”, disse com satisfação o prefeito Ivo Gomes.

O Comitê foi criado como ferramenta de interação entre os órgãos de segurança, com a intenção de que a discussão conjunta das entidades pudesse destravar a burocracia governamental e que, consequentemente, fosse uma forma de enfrentamento dos desafios na área.

Um dos frutos do Comitê foi exibido na manhã desta quarta-feira (08/01): o protocolo de intenções que define o fluxo para o tratamento e destinação final de armas de fogo, munições e acessórios apreendidos no município. Hoje, o processo que envolve desde a apreensão da arma até sua destinação final ocorre num prazo superior a um ano. Com o modelo desenvolvido em Sobral, esse tempo será reduzido para cerca de 90 dias.

O documento foi assinado durante solenidade, no Centro de Convenções, que reuniu diversas autoridades, entre elas, a vice-governadora Izolda Cela, o prefeito Ivo Gomes, o procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro Freitas, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, e o corregedor-geral da Justiça, o desembargador Teodoro Silva Santos.

Se confirmada a eficácia do modelo, o protocolo poderá servir como modelo para todos os municípios do Ceará.



Tecnologia do Blogger.