Header Ads

Camilo homologa concursos da Seduc e Ematerce e anuncia novas seleções para 2020

Segundo Camilo, ainda não há estimativa de vagas para as áreas citadas, que podem não ser as únicas contempladas por novos concursos

O governador Camilo Santana (PT) homologou, nesta sexta-feira (27), os concursos da Secretaria da Educação (Seduc) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), realizados em 2018, pelo Governo do Estado. Para a Seduc, a previsão é de contratação de 2.500 professores efetivos, com prazo de dois anos a partir da homologação. Durante live no Facebook, ele complementou que 500 serão convocados em maio, para assumir as vagas no segundo semestre de 2020. Na Ematerce, serão ocupadas 263 vagas, 196 para nível médio e 67 para nível superior. 

O governador confirmou ainda novos concursos já previstos no orçamento de 2020. “A previsão é que tenhamos mais um para a Polícia Militar e outro para a Polícia Civil. Estamos analisando concursos para a Semace (Superintendência Estadual do Meio Ambiente), para a Secretaria da Fazenda e para a Saúde Pública”, afirmou. 

Segundo Camilo, ainda não há estimativa de vagas para as áreas citadas, que podem não ser as únicas contempladas por novos concursos. “Vamos apresentar isso só no próximo ano, e isso não quer dizer que não possa ter concurso em outras áreas”, finalizou.

Em entrevista ao Sistema Verdes Mares, Camilo adiantou que, no próximo ano, também serão selecionados profissionais nos concursos da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) e Secretaria da Cultura (Secult).  

Cautela 

Camilo Santana vinha sendo pressionado, principalmente pelos professores, a assinar as homologações. O governador justificou a postura cautelosa ao longo do ano, necessária “para poder analisar o comportamento da economia brasileira, porque nenhum estado está alheio ao aspecto da macroeconomia nacional”. Segundo ele, o objetivo do ano foi alcançado: manter a capacidade de investimento. “Eu só posso fazer concurso público se o Estado tiver capacidade de pagar”, complementou. 

Diário do Nordeste 


Tecnologia do Blogger.