Header Ads

Hidrolândia e Santa Quitéria entre os prefeitos denunciados pelo MP por improbidade


Mais da metade dos prefeitos do Ceará respondem a processos na Justiça por ações de improbidade administrativa. Um levantamento divulgado nesta segunda-feira (25) pelo Sistema Verdes Mares mostra que 96 dos 184 gestores respondem por esse tipo de ação.

O gestor que abre a reportagem é Tomás Figueiredo, de Santa Quitéria, ao citar o episódio denunciado pelo Ministério Público sobre o uso de máquinas e servidores na construção de um parque de vaquejada. Figueiredo já responde a sete processos em menos de três anos de mandato, por infração à Lei de Responsabilidade Fiscal, contratação indevida de máquinas com licitação fraudulenta, contratação de escritório de advocacia com ligação pessoal ao gestor e licitação direcionada e sucateamento e fraude no fornecimento do transporte escolar.

Outra gestora da região no mapa é Iris Martins, de Hidrolândia. O MP representou contra a gestora duas ações, referentes a dispensas de licitação no início do seu mandato e supostas práticas de nepotismo no Legislativo e Executivo local.

O recordista é o prefeito Marcelo Arcanjo, de Santana do Acaraú, que responde a 12 processos. Juntos, os 96 prefeitos são alvos de 246 processos na Justiça por Improbidade Administrativa. Os gestores chegaram a ser procurados pela reportagem do Sistema Verdes Mares, mas não responderam ao pedido de entrevista.

Com informações do jornal Diário do Nordeste


Tecnologia do Blogger.