Header Ads

Após goleada para o Flamengo, Adílson Batista é demitido do comando técnico do Ceará

Após treze jogos, termina a passagem de Adílson Batista pelo Ceará. O técnico caiu após a derrota por 4 a 1 para o Flamengo na noite desta quarta-feira (27) no Maracanã e deixou o time alvinegro. O comandante sai do clube com aproveitamento de 35,9% (4V 2E 7D), ocupando a 16ª posição com 37 pontos.

Adílson chegou ao comando do Vovô no início de outubro após a saída de Enderson Moreira. Com estilo mais tático e perfil mais ofensivo na beira do gramado, o treinador enfrentou turbulências logo no início de sua passagem, com derrotas para o Goiás em casa e para o Grêmio. Com problemas para fazer a bola entrar no gol, a redenção veio na vitória suada em cima do Avaí por 1 a 0 no fim do jogo.
Apesar disso, o Ceará não conseguiu deslanchar da parte de baixo da tabela, e chegou a estar na zona de rebaixamento na 24ª rodada. Com pouca capacidade de reação e de marcar gols, o Vovô fazia jogos disputados, mas não chegava à vitória. Mesmo quando venceu Fluminense e Internacional por 2 a 0 - o triunfo em cima do Colorado foi o último sob o comando do treinador - a atuação do time não empolgava a torcida, que pressionava a diretoria pela demissão do treinador. Além de Adílson Batista, os auxiliares técnicos Cyro Garcia e Milton do Ó também deixam os cargos no clube. Eles não devem retornar à Fortaleza juntamente com o time.

O Ceará teve três técnicos apenas em 2019. A equipe iniciou o ano com a manutenção do Lisca no comando, depois de o treinador salvar o time do rebaixamento para a Série B do Brasileirão em 2018. Para a estreia do Campeonato Brasileiro de 2019, saiu Lisca e entrou Enderson Moreira. Com as boas atuações no início da competição, o Alvinegro de Porangabuçu chegou a figurar entre os dez primeiros, mas saiu do clube após sequência de oito jogos sem vitórias. Em outubro, Adílson Batista chegou ao Ceará com a missão de salvar o Vovô do rebaixamento.

Tecnologia do Blogger.