Header Ads

“Lourão do Crime”, de Monsenhor Tabosa, morre em confronto com a Polícia Militar


Procurado pela Polícia depois de várias ações delituosas na cidade de Monsenhor Tabosa, Ramon Alves Brandão, conhecido como o “Lourão do Crime”, foi morto durante confronto com policiais militares do 4º Batalhão do Choque. Segundo informações ainda preliminares, o fato aconteceu na região do município de Aracati. As informações ainda são preliminares e a polícia deve fazer o comunicado de forma oficial a imprensa.

“Lourão do Crime” usou as redes sociais para dirigir graves ofensas e ameaças de morte a policiais militares do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio). Em áudio postado em aplicativos de celular, ele diz ainda que cometerá atentados contra o estado caso sua mãe e seu padrasto, presos pelos policias, não sejam logo soltos. O bandido usa palavrões e ofensas graves aos policiais militares e diz que “inocentes” foram presos, se referindo a seus familiares detidos na última segunda-feira (10) naquela cidade. Com expressões vulgares, ele continua as ameaças aos PMs e diz “haverá sangue”.

Desde o último fim de semana, “Lourão do Crime” está sendo procurado naquela região do estado. As diligências se estenderam até a sua residência, onde a mãe e o padrasto foram detidos em poder de drogas.

Depos do áudio que viralizou nas redes sociais, o acusado foi pauta vários programas policiais a nível de Estado. Emissoras de Rádio e TV repercutiram o áudio e as ameaças promovidas pro ela contra a polícia. Enquanto isso, o serviço de inteligência monitora o criminoso, que fugiu para a cidade de Aracati. Se escondendo da polícia e tentando manter uma vida anônima e sem ser percebido, Ramon acabou se deparando com uma composição do Comando Tático Rural (Cotar) na tarde desta sexta-feira (20), onde se iniciou uma troca de tiros e ele levou a pior.

A Voz de Santa Quitéria 

Tecnologia do Blogger.