Header Ads

Estagiária que vazou dados da Justiça vendia drogas dentro de faculdade em Sobral, diz polícia

A estudante de Direito Gerciany de Lima Marques, de 22 anos, suspeita de repassar informações da polícia e da Justiça para uma quadrilha envolvida em crimes como tráfico de drogas e homicídios, fazia cobranças e distribuía entorpecentes dentro da faculdade onde estudava, no município de Sobral, a 245 km de Fortaleza. A estagiária foi presa durante uma operação da Polícia Civil contra o crime organizado que cumpriu 27 mandados de prisão e de busca e apreensão no município.

A Polícia conseguiu imagens de Gerciany de Lima conversando com pessoas e repassando as drogas. O vídeo não foi divulgado para não atrapalhar nas investigações, já que o namorado da estagiária, que é traficante, continua foragido. Gerciany foi presa preventivamente e ainda não foi autuada. A previsão é que isso aconteça na próxima semana, quando a Polícia Civil terminar as investigações. 

De acordo com um funcionário da faculdade que preferiu não ser identificado, a estagiária era uma aluna aplicada e frequentava a instituição de ensino todos os dias sem levantar qualquer suspeita. Segundo a assessoria da faculdade, Gerciany estudava com uma bolsa integral a que teve acesso por meio de filantropia, por ser da zona rural e aluna de escola pública. A estagiária é de Aracatiaçú distrito distante 70 km da sede do município de Sobral. 

Fórum bloqueou acessos internos da jovem

Ela conseguiu o primeiro estágio na 3ª Vara Criminal do Fórum Doutor José Saboya de Albuquerque, em Sobral, em julho de 2018. Ela atuou até março de 2019, quando o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) foi informado sobre as investigações em relação ao envolvimento dela com o tráfico de drogas. 

Antes de ser desligada, o Fórum de Sobral bloqueou todos os acessos internos jurídicos da estagiária. 

(Diário do Nordeste)

Tecnologia do Blogger.