Header Ads

Uso de celulares no trânsito mata 150 pessoas por dia


Smartphones são a terceira maior causa de mortes no trânsito do país. Especialista alerta para perigos em seu uso ao dirigir

Não é difícil encontrar motoristas fazendo ligação, respondendo mensagem ou olhando as redes sociais enquanto dirigem. O uso de aparelhos celulares no trânsito é uma situação perigosa que leva a morte de cerca de 150 pessoas por dia, sendo a terceira maior causa de mortes no trânsito no país, segundo estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet). 

Para o advogado de trânsito, Rodrigo Nóbrega, o uso do aparelho é o responsável pela falta de atenção, o que causa a maioria dos acidentes. ''Esses dados são preocupantes, a gente sabe os acidentes de trânsito tem um custo muito alto para toda sociedade e poderiam ser evitados se houvesse mais prudência por parte dos condutores. Precisa-se ter um trabalho de conscientização", analisa. 

Além do perigo para os motoristas infratores e veículos atingidos, existe o risco para os pedestres que por uma distração do condutor, podem ser atropelados. Segundo dados do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), a utilização de smartphones leva a pessoa a ficar cerca de 4 a 5 segundos distraída, o que é suficiente para causar um acidente. Apesar da infração por dirigir com apenas uma das mãos sempre existir, a partir de 2016 por conta da quantidade de pessoas usando o aparelho celular, o legislador criou uma majoração desse artigo do código de trânsito. Se o condutor estiver dirigindo com apenas uma das mãos e a outra estiver segurando o celular, a infração passa a ser gravíssima. O uso de fones de ouvidos também gera multas, sendo o modo viva voz o único permitido.

O advogado Rodrigo Nóbrega, completa: "É uma infração muito comum, muita gente se engana achando que se o veículo estiver parado pode usar o aparelho e não pode. Só é permitido o seu uso se o veículo estiver parado e com os motores desligados.”

CNews
Tecnologia do Blogger.