Header Ads

“Tem material mais explosivo do que já publicamos”, diz Glenn Greenwald

Glenn Greenwald é editor do The Intercept e divulgou conversas envolvendo agentes da Lava Jato (Foto: Divulgação)

O jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept e responsável pela publicação de vazamentos envolvendo Sergio Moro e a força-tarefa da Lava Jato, disse nesta quinta-feira, 13, que possui material em apuração ainda mais grave do que já foi publicado sobre o assunto.

“Tem material mais explosivo, que vai ter mais impacto do que nós já publicamos ainda, e estamos trabalhando o mais rápido possível para divulgar isso”, disse Greenwald nesta quinta, em participação no programa Pânico, da Jovem Pan FM.

Ele afirma que a equipe do Intercept ainda apura o que deverá ser publicado ou não. “Se publicarmos de qualquer jeito, haverá muita pressão sobre nós. Então estamos tendo o maior cuidado possível com a informação”, afirma.

Durante o programa, Greenwald reforçou o interesse público na divulgação das informações e disse que, na sua opinião, o conteúdo das conversas revelou conduta ilegal dos agentes envolvidos na Lava Jato. “Foi um comportamento completamente antiético”.

Segundo ele, conteúdo das conversas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal do Paraná (MPF-CE), seria inclusive passível de anulação dos processos. “É melhor que fique um bandido solto do que o estado agindo ilegalmente”, disse.

Depois de iniciar vazamentos das conversas no último domingo, o The Intercept voltou a divulgar novas conversas interceptadas na noite desta quarta-feira, 12. Entre a mensagens, estão conversas que citam inclusive o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O Povo
Tecnologia do Blogger.