Header Ads

Empresário, fisiculturistas e instrutor são presos por comercializar anabolizantes em academia no interior do Ceará

No total, foram apreendidos celulares, seringas, agulhas, mais de 19 frascos e sete caixas de comprimidos de esteroides anabolizantes e medicamentos de uso controlado. — Foto: Divulgação/SSPDS
Eles receitavam os produtos a alunos da academia como se fossem remédios lícitos.

Um empresário, dois fisiculturistas e um instrutor de academia foram presos com anabolizantes em Limoeiro do Norte, no interior do Ceará, na última quarta-feira (5). Os produtos eram comercializados dentro de academias da cidade.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Elias Francisco Regis Neto, 40 anos, conhecido como "Queixinho", era o dono de uma academia na região. Já Cleudison de Almeida Sousa, 35 anos, vulgo "Som", atuava como instrutor de academia junto com os irmãos Tuianan Chaves da Silva, 33 anos, e Uianan Chaves da Silva, 36, ambos fisiculturistas.

Ainda conforme a pasta, as investigações apontaram que o grupo chegava, inclusive, a enganar os alunos, vendendo os produtos como algo permitido e benéfico para a saúde. O titular da Delegacia de Limoeiro do Norte, Bruno Varela, informou que o quarteto receitava as substâncias como remédios lícitos.
"Algumas vítimas compravam uma espécie de 'pacote' de serviços que incluía a prescrição de dietas, exercícios físicos e o uso das substâncias anabolizantes. Para algumas pessoas, eles vendiam como se fossem medicamentos lícitos", explicou Varela.
O delegado destacou também que eles atuavam como uma "espécie de sociedade", em que um abastecia o outro. "Quando um deles precisava de uma determinada substância e não tinha, o outro cedia o material", conta.

Prisões
O grupo foi capturado após três meses de investigações sobre a comercialização de anabolizantes na região. Cleudison de Almeida foi o primeiro a ser capturado pela Polícia Civil da Delegacia. Ele estava com algumas substâncias do produto dentro da mochila. Além disso, o instrutor tinha passagem por crime de trânsito e lesão corporal.

Logo em seguida, os agentes de segurança foram até uma academia, onde capturaram Uianan. De lá, os policiais seguiram para a casa do irmão do fisiculturista, o Tuianan, onde encontraram mais material ilícito. Os dois não tinham antecedentes.

O último a ser preso foi Elias Francisco. Ele estava dentro de casa quando foi capturado, com mais anabolizantes. O empresário já respondia a crimes de receptação.

No total, foram apreendidos celulares, seringas, agulhas, mais de 19 frascos e sete caixas de comprimidos de esteroides anabolizantes, algodão, seringas e medicamentos de uso controlados.
O quarteto foi encaminhado para a Delegacia de Limoeiro do Norte e autuado por falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, conforme estabelece o artigo 273 do Código Penal. Além disso, eles terão que pagar multa. O valor não foi informado. A comercialização de anabolizantes é considerado crime hediondo.

As investigações sobre o caso seguem a cargo da Delegacia de Limoeiro, que busca identificar o fornecedor dos produtos

G1
Tecnologia do Blogger.