Header Ads

Relatório sobre tragédia em Milagres deve ser apresentado em 30 dias



Secretário escolheu integrantes da comissão encarregada de apurar o caso
O secretário da Segurança Pública do Estado do Ceará, André Costa, assinou, na tarde desta segunda-feira (10), portaria que nomeia comissão destinada a apurar, no prazo de 30 dias, os fatos relacionados à tentativa de roubo a instituições financeiras localizadas no município de Milagres, que culminou na morte de 14 pessoas.

Servidores da segurança pública serão encarregados dos trabalhos investigativos e periciais. Ao todo, 40 servidores, entre policiais civis e profissionais da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), darão suporte à comissão na apuração dos fatos. Ao final do prazo estabelecido, a comissão deverá apresentar relatório conclusivo sobre o caso. Esses servidores irão reforçar os trabalhos investigativos e periciais, que já estão em andamento.

Pela Polícia Civil, foram nomeados o diretor do Departamento de Polícia do Interior Sul (DPI Sul) e presidente da comissão, delegado Ricardo Gonçalves Pinheiro; o diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), delegado Pedro Viana de Lima Júnior; o titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Ricardo Romagnoli do Vale; o delegado do Departamento de Inteligência Policial (DPI), Antônio Edvando Elias de França Júnior; o delegado regional de Brejo Santo, Cristiano de Morais Pereira; e o delegado municipal de Milagres, Rogny Rodrigues Silva Filho.
Para atuar nos trabalhos periciais referentes a esse caso, a Pefoce disponibilizou servidores e colaboradores da sede do órgão em Fortaleza e do núcleo de Juazeiro de Norte, sob a supervisão de coordenadores da instituição. Os servidores que integram a comissão nomeada nesta segunda-feira (10) são: o coordenador (em exercício) de Medicina Legal (Comel) e médico perito legista, Juts Érico Cavalcante Dias; o coordenador de Perícia Criminal (Copec) e perito criminal, Rômulo de Oliveira Lima; o coordenador (em exercício) de Identificação Humana e Perícias Biométricas (CIHPB) e perito criminal, Antônio Rubens Lima Chaves; e a coordenadorade Análises Laboratoriais Forenses (Calf) e perita criminal, Manuela Chaves Loureiro Cândido.

Assistência

O Governo do Estado do Ceará acionou a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos (COPDH) para realizar contato com as famílias das vítimas com a finalidade de prestar todo e qualquer suporte que seja necessário.
“Aproveito para expressar meu profundo pesar e meus sentimentos às famílias e aos amigos dos reféns. Tive pessoas próximas a mim que também foram vítimas de violência nos estados onde morei e trabalhei, por isso, compreendo toda a dor e revolta pelas quais estão passando. Situações como essas nos exigem que continuemos trabalhando cada vez mais com responsabilidade, seriedade e honestidade para com as pessoas. Temos avançado, mas sabemos que há muitas questões ainda a serem resolvidas e evoluirmos enquanto órgão de segurança pública”, disse André Costa. 
O secretário conclui ressaltando que “trabalho, dedicação e investimentos não têm faltado para melhorarmos ainda mais e estamos no caminho. No momento, sei que há muitas perguntas a serem respondidas, mas só serão após um trabalho sério, imparcial e técnico de nossos investigadores. Estabeleci um prazo de 30 dias para a conclusão dos trabalhos, podendo ser encerrado até antes disso. Só assim podemos dar a resposta que famílias, amigos e toda a sociedade merecem”.


CNews


Tecnologia do Blogger.