Header Ads

Permanência de Ceni no Fortaleza roubou as atenções da despedida da equipe na Série B



Ontem, o jogo ficou em segundo plano. Com o encerramento da Série B para o campeão Fortaleza, a diretoria do clube deu o pontapé no planejamento para 2019 ao se reunir ontem para tratar sobre a negociação de renovação com o técnico Rogério Ceni. O primeiro contato para a permanência foi elogiado pelas duas partes do negócio, tanto pelo presidente tricolor Marcelo Paz, quanto pelo próprio treinador. Entretanto, a definição só deve sair na próxima semana.

Os dois se pronunciaram sobre a negociação após o último jogo do Fortaleza na Série B 2018, ontem à noite, quando o time acabou derrotado por 1 a 0 pelo Coritiba, na capital paranaense. Ceni e os dirigentes do Leão se reuniram por mais de duas horas. A questão salarial parece já estar resolvida.

O foco da conversa esteve no projeto do Tricolor para o próximo ano e se ele pode atender às exigências do treinador, que pede melhorias nas estruturas do clube e a montagem de um elenco forte para disputar a Série A.

"Temos algumas coisas no entorno disso, mas não tem a ver com salário. São algumas coisas ao redor, da parte de estrutura, do que a gente pode montar para o ano que vem. Tivemos uma conversa boa demais por mais de duas horas e devemos continuar na próxima semana", disse Ceni, em coletiva após o jogo no estádio Couto Pereira.

Antes de o treinador aparecer para a coletiva, o presidente Marcelo Paz foi  quem se apresentou para os repórteres. O mandatário deixou claro que a diretoria está focada em manter Ceni, assim como não possui nenhum plano B para o comando técnico da equipe em 2019.

"Tivemos uma conversa muito boa hoje à tarde. Não definimos ainda a situação. Vamos ter mais diálogo na segunda-feira, terça-feira. Estamos caminhando para que possa dar certo. Não tem nada a ver com questão  financeira. Esse ponto já é pacífico. Mas sim de projeto", afirmou Paz.

A montagem do elenco para 2019 só terá início após a comissão técnica ser definida, segundo o presidente tricolor. Por enquanto, estão assegurados oito jogadores com vínculos contratuais.

O goleiro Marcelo Boeck, o lateral-esquerdo Bruno Melo e o atacante Romarinho têm contratos até 2020. O volante Felipe, o lateral-direito Tinga e o meia Marlon têm vínculo até dezembro de 2019. O volante Pablo tem contrato até novembro do próximo ano, enquanto o atacante Marcinho possui até abril.

E antes das explicações de Ceni e Paz, o Fortaleza se despediu da Série B em um jogo morno entre dois clubes que apenas cumpriram tabela no fim da competição. O Leão entrou em campo com time repleto de reservas e sofreu um gol no fim do confronto.



(O Povo)
Tecnologia do Blogger.