Header Ads

Médicos deixam programa de Saúde da Família no Ceará para tentar vaga no Mais Médicos


Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde contabiliza 273 médicos que pediram exoneração para tentar vaga no Mais Médicos.


No Ceará, 273 médicos que atuavam na Estratégia Saúde da Família (ESF) pediram exoneração do cargo para se inscreverem no Programa Mais Médicos (PMM). Os profissionais buscam ocupar as vagas dos médicos cubanos após fim do acordo entre Brasil e Cuba para manutenção dos estrangeiros no Brasil pelo Mais Médicos.

As informações são do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), que averiguou o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).
Em todo o país, esse número equivale a 2.844 profissionais. O número é ainda maior se forem contabilizados profissionais que atuavam em outros serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), como hospitais e Unidade de Pronto Atendimento (UPAs).

De acordo com o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (29), o PMM já tinha 33.542 inscritos no Brasil.

Quase 8.4 mil profissionais já estão alocados no município para atuação imediata.
Dos alocados, 53,3% escolheram cidades com maior vulnerabilidade, ainda segundo o levantamento do Ministério.

Um profissional só pode alterar a localização no PMM se a mudança for para um município de maior vulnerabilidade.
Interior do Ceará

Quase 85% (232 profissionais) dos médicos que deixaram a Estratégia Saúde da Família (ESF) para o Programa Mais Médicos (PMM) querem ir para outro município ainda do Ceará. As informações são do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).
Pernambuco é o segundo maior estado a receber médicos cearenses, com 14 solicitações. Paraíba e Rio Grande do Sul receberão cinco profissionais cada.
Os médicos cearenses pretendem ir, em sua maioria, para a região Nordeste (sete estados), seguida do Norte (três estados), Centro-Oeste e Sul (dois estados cada) e Sudeste (apenas um estado).
Onze estados e o Distrito Federal não irão receber nenhum médico cearense.

Na Contramão, o Ceará recebe (além dos próprios cearenses), médicos de apenas oito estados. O maior deles é o Piauí, que exportará 11 profissionais.

Fonte: G1-CE
Tecnologia do Blogger.