Header Ads

Família de ex-funcionário morto por prefeito protesta em sessão da Câmara


Prefeito Marcelo Arcanjo é apontado como autor do crime
A família de Augusto César do Nascimento compareceu à primeira sessão da Câmara Municipal de Santana do Acaraú após o retorno do prefeito Marcelo Arcanjo (MDB).

 O gestor é apontado como autor do assassinato de Nascimento, ex-funcionário da Prefeitura. O crime aconteceu no dia 29 de setembro. Nesta sexta-feira, 9, parentes usaram a tribuna da Câmara para protestar contra o retorno do prefeito ao cargo.

Após se apresentar no dia 4 de outubro na Delegacia Geral de Polícia Civil, no Centro de Fortaleza, o prefeito permaneceu preso, mas foi liberado e reassumiu as funções na administração municipal. Em Fortaleza, ao chegar para depor na delegacia, ele descobriu que havia mandado de prisão temporária em aberto contra ele, .

Familiares da vítima afirmam que Arcanjo, que é policial federal aposentado, chegou à residência do funcionário e houve discussão entre os dois. O gestor acreditaria que o ex-funcionário estaria fazendo críticas a ele. O prefeito ainda teria dado um abraço na vítima antes de atirar.

Depois que se entregou à Justiça, o prefeito alegou legítima defesa e contor ter ido tomar satisfação de boatos que a vítima estaria espalhando. Segundo ele, ao encontrar César, o prefeito disse ter sido agredido. A versão dele é diferente da dinâmica do crime apontada por testemunhas.  

Casado com uma prima da vítima, Ari de Assis diz que a família tem feito um apelo. "Estamos sensibilizando a Câmara de Vereadores", relata. 

De acordo com o vereador da oposição Domingos Sávio, a Polícia pediu a conversão da prisão temporária em preventiva e a cassação do prefeito. No entanto, o pedido ainda não foi julgado.

JÉSSIKA SISNANDO

O Povo

Tecnologia do Blogger.