Header Ads

Pelo menos 84 pessoas foram assassinadas no CE de quinta-feira a domingo


Foram 36 homicídios entre sábado e domingo. Crimes se concentram em determinadas regiões
Da quinta-feira, 23, até domingo, 26, pelo menos 84 pessoas foram assassinadas no Estado. A média no período, de 21 mortes por dia, supera a média do Ceará até o fim de julho, que era de 13. Só nesse fim de semana, foram registrados 36 homicídios, segundo dados parciais da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Em Fortaleza, foram 16 mortes no sábado e no domingo.

Nos registros disponibilizados no site da SSPDS, é possível observar que algumas regiões da Cidade concentram a maioria desses crimes desde a quinta-feira. As Áreas Integradas de Segurança (AIS) 2, 6 e 9 tiveram, respectivamente, sete, 11 e oito assassinatos 63% dos homicídios ocorridos em Fortaleza desde quinta.

A AIS 6 abarca bairros como Jóquei Clube, Pici e Quintino Cunha. Neste último, foram registrados três crimes. Entre eles, o assassinato de dois homens, em um mercadinho da Rua Apocalipse, na tarde de sábado. As imagens de câmeras de vigilância mostram quatro homens de balaclava, em um carro preto, abordando pessoas que estavam em frente ao estabelecimento. Na ação, foram mortos Edson de Oliveira Sousa (27) e Carlistênio Ricardo Magalhães Oliveira (24).

Outro bairro marcado pela violência nos últimos dias é a Vila Manuel Sátiro, na AIS 9. Além do assassinato de três PMs em um bar, na quinta-feira, um duplo homicídio ocorreu no domingo, na rua Américo Rocha Lima. As vítimas ainda não foram identificadas. Na manhã de ontem, um novo homicídio foi registrado no bairro. Um homem foi morto em frente à oficina em que trabalhava. Ele seria primo de jovem morto na quarta-feira, também na Vila Manoel Sátiro.

Este crime, segundo fontes da Polícia Militar, poderia estar ligado ao triplo homicídio dos PMs. O jovem teria participação no assassinato do subtenente Juciano de Lima Barbosa (53), no fim de julho, no bairro vizinho, Parque São José. A morte do jovem teria ocasionando, como vingança por parte da facção que ele integrava, o assassinando dos três PMs, conforme a linha de investigação. O titular da SSPDS, André Costa, em coletiva, limitou-se a afirmar que nenhuma hipótese foi descartada. Seis homens foram presos pelas mortes dos PMs José Augusto de Lima(58), sargento da reserva remunerada; Antonio Cesar Oliveira Gomes (50), 2º tenente da reserva remunerada, e Sanderley Cavalcante Sampaio (46), subtenente, único ainda na ativa.

Uma sétima pessoa que faria parte do grupo foi morta em decorrência de intervenção policial, ainda na quinta-feira. A identidade dele ainda não foi confirmada pela SSPDS, mas O POVO apurou que se trata de Gerlan Lima. Esta morte não faz parte do balanço de homicídios por ter excludente de ilicitude, já que teria ocorrido em cumprimento de dever legal.

Já na AIS 2 ficam os bairros Conjunto Ceará e Genibaú. Ambos registraram três homicídios nesse período. Os assassinatos nos bairros foram registrados na quinta-feira, 23, no Conjunto Ceará, e sexta-feira, 24, no Genibaú. Entre os crimes, estão as mortes de pai e filho, executados em frente à casa onde moravam no Genibaú. No Interior, a situação crítica foi em Juazeiro do Norte (a 466km da Capital). Entre as manhãs de quinta e sexta-feira, 11 pessoas foram assassinadas.

No último mês de julho, quase um terço dos homicídios no Ceará ocorreu nos fins de semana. Foram 121, segundo a SSPDS, de um total de 378. Em média, cada fim de semana teve 30 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Até ontem, agosto acumulava 290 CVLIs. 

Na mesma data, agosto de 2017 registrava 429 homicídios.

Números63% dos crimes ocorreram em três áreas de Fortaleza7 Homicídiosforam registrados somente na Vila Manuel Sátiro em Cinco dias13 Pessoaseram mortas, em média, por dia até julho último 


Fonte: O Povo
Tecnologia do Blogger.