Header Ads

Convite: Roda de conversa com o tema: “A Comunicação em Sala de Aula”

Dia 01 de setembro, estaremos em Taperuaba, num encontro com professores e universitários, promovido pela turma de Pedagogia do IETOS, de Juá/Irauçuba.

Será uma Roda de Conversa e vivências sobre A Comunicação em Sala de Aula, com base em nosso livro PROFESSOR COM PRAZER – Vivência e Convivência em Sala de Aula.

A iniciativa foi do universitário Vilmar Almeida, mas logo a toda a sua turma se empolgou com a iniciativa e está mobilizando-se para convidar muita gente.

Este é um tema que deveria estar na pauta de todas as Secretaria de Educação. Um ambiente de integração e comunicação na sala de aula é o que entusiasma a turma.

Os índices de evasão se devem muito à desmotivação dos alunos para a participação em sala de aula. Aquele ambiente frio, sem vida, com atenções apenas às notas, não atraem.

Por experiência própria, posso afirmar: só há aprendizagem se houver participação dos alunos. Ele tem que ser, de fato, o agente principal do processo e não apenas um ouvinte.

As capacitações de professores, sem o exercício prático e sem vivências não geram mudanças na sala de aula. Os professores ouvem as receitas que lhe são ditas, mas não as aplicam. Não aprenderam.

Uma experiência atraente está acontecendo na Universidade de Brasília. Alunos estão tendo uma disciplina sobre Felicidade, com debates e vivências.

Pela ementa, é tudo que a Educação Biocêntrica tem debatido e exercitado.  Aqueles professores que fizeram o Curso de Metodologia, com fundamentos na Educação Biocêntrica, jamais serão os mesmos na sala de aula.

As turmas de Pedagogia do IESCO e do IETOS estão sempre entusiasmadas porque tiveram, desde o início, aulas que lhes deixaram integrados e envolvidos na aprendizagem.

Alunos e alunas são pessoas, com sentimentos. Não são máquinas para aprender conteúdos e conseguir notas boas para a escola se projetar.  Uma boa capacitação fará a diferença.

De 1989 a 1991, em Croatá, com professores que só tinham a quarta série, conseguíamos que as crianças saíssem das classes de alfabetização sabendo ler e escrever. Tem jeito.

Que quiser manter-se informado dever ler os blogs. Os canais de televisão e as cadeias de rádio só dizem a mesma coisa. De acordo com os interesses dos patrões.

No dia 15, ouvi quem dissesse que, em Brasília, na manifestação em frente ao TSE estavam duas mil pessoas, outro dizia cinco mil quando, na realidade estavam uma 50 mil ou mais.

Subestimam a capacidade de percepção da população. Daí essa onda geral de descrédito. O celular leva a informação para todos. E os tradicionais órgãos de comunicação estão ficando superados.

O governo se preparou para uma verdadeira batalha. Supunham que os manifestantes iam apedrejar Brasília. E tudo foi em absoluta calma e alegria. Não há espaço para o ódio. O povo quer mesmo é viver em paz.

E agora que o Comitê de Recursos Humanos da ONU recomendou que o Brasil garanta os direitos políticos do ex-presidente Lula, que dirão os superpoderosos?

(*) LEUNAM GOMES - Ex-aluno dos seminários de Sobral e Olinda, onde concluiu os cursos de Filosofia e Teologia. Professor aposentado da UVA, Mestre em Gestão e Modernização Pública, Radialista, autor dos livros: SEMINÁRIO DE SOBRAL-AD VITAM-65 DECLARAÇÕES DE AMOR, PROFESSOR COM PRAZER é UM HOMEM DE PALAVRA.
Tecnologia do Blogger.