Header Ads

Ciro Gomes lança em Fortaleza candidatura à Presidência


 O presidenciável Ciro Gomes (PDT) lança em Fortaleza a sua candidatura ao Palácio do Planalto no próximo sábado, dia 18, a partir das 19 horas, em comitê na avenida Santos Dumont.

Duas semanas após os irmãos Cid, Ciro e Ivo Gomes faltarem à convenção que oficializou o governador Camilo Santana (PT) na briga pela reeleição e Cid candidato ao Senado, o evento reúne a cúpula do PDT na capital cearense.

O ato também marca a inauguração do comitê do deputado federal e presidente da sigla brizolista no Estado, André Figueiredo, que disputa novo mandato na Câmara.

Além de Figueiredo, Cid e Ciro, participam do lançamento o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

Em conversa com o Blog Política, o deputado afirmou que Camilo foi convidado a estar no encontro.

Em entrevista à Rádio Tribuna Band News na quarta-feira da semana passada, Cid chegou a afirmar que espera do governador do Ceará “uma postura de magistrado” e que não faça campanha para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu palanque estadual.

Questionado sobre o motivo de haver faltado à convenção que lançou sua própria candidatura ao Senado, dia 5 deste mês, Cid confirmou a versão de que estivera doente no dia do evento.

Os únicos representantes do clã de Sobral na festa petista foram Lia Gomes, irmã de Ciro e Cid e candidata a deputada estadual, e o deputado federal Aníbal Gomes.

Com dois candidatos à Presidência, a aliança entre PT e PDT no Ceará vive impasse em relação à formação de palanque para a campanha nacional.

Como o PDT apoia Ciro e o PT, Lula, o palanque conjunto cria dificuldades para defesa de um ou outro concorrente.

Agrava a situação o fato de que o PT trabalhou sistematicamente para isolar o nome pedetista ao Planalto na costura de apoios, neutralizando o PSB, que estava quase fechado com Ciro, e conquistando o PCdoB, que indicou a deputada estadual Manuela d’Ávila para a chapa majoritária.

A parlamentar comunista deve ocupar o posto de vice, hoje preenchido pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT).

Fonte: O Povo Online
Tecnologia do Blogger.