Header Ads

Cesar Barreto prestigia solenidade em memória dos 30 anos de morte de Virgílio Távora.


A Assembleia Legislativa do Ceará reuniu familiares, políticos e admiradores, na noite desta terça-feira (05/06), para homenagear o ex-governador do Estado, Virgílio Távora. A intenção era lembrar os 30 anos do falecimento do político, que também foi deputado federal por três mandatos, eleito para o senado duas vezes e chefe do Executivo por duas ocasiões. O escritor e ex-deputado, Cesar Barreto esteve prestigiando a solenidade. Cesar é amigo da família de Virgílio.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT), que solicitou a realização da solenidade, ressaltou que, se estivesse vivo, Virgílio Távora faria 99 anos em 2018 e declarou que faz falta a atuação de um dos maiores homens públicos da história do Ceará. Entre os feitos do homenageado, Sérgio Aguiar ressaltou que o ex-governador introduziu o planejamento governamental no Ceará, através da elaboração do Plameg, e estabeleceu as bases para o processo de industrialização do Estado e para a criação do Banco do Estado do Ceará (BEC).

Segundo o parlamentar, foi Virgílio Távora quem trouxe a energia elétrica para a Capital e também elegeu-se senador pelo Estado com a maior votação do Nordeste. “Ele já era preocupado com o petróleo, comprovando sua ousadia como homem público de vanguarda e de visão”, ressaltou. “O cearense reconhece e agradece por tudo que Virgílio Távora fez pelo Brasil e pelo Ceará”, concluiu Sérgio Aguiar.

A deputada Fernanda Pessoa (PSDB), que subscreveu o pedido para realização da sessão solene, ressaltou que o homenageado era um grande estadista, um líder nato, com grande habilidade para questões políticas. A parlamentar acrescentou que ele tinha “grande integridade moral e enorme visão de futuro”. Entre os feitos, Fernanda Pessoa enalteceu a atuação de Virgílio Távora no combate à seca e sua colaboração para que o Distrito Industrial de Maracanaú se tornasse hoje uma referência nacional.

O ex-senador e ex-deputado, Mauro Benevides, veio de Brasília para participar da homenagem e ressaltou o homem público notável, que ajudou a impulsionar o desenvolvimento do Estado. Ele ressaltou a atuação do político como constituinte, em 1988, apesar do estado de saúde já fragilizado. “Não deixou de cumprir sua missão, mesmo doente. Deixou patenteada sua dedicação, mesmo com exaustão de suas energias”, lembrou.

Durante a solenidade, a filha do ex-senador, Teresa Maria Távora Ximenes, recebeu um certificado em homenagem ao pai.

Também estiveram presentes à solenidade o deputado Joaquim Noronha (PRP); o presidente da Academia Cearense de Letras, Ubiratan Diniz de Aguiar; o ex-prefeito de Fortaleza de 1978 a 1979, Luis Marques; e o secretário de Educação do Estado na gestão de Virgílio Távora, professor Antonio Albuquerque; além de políticos, familiares e amigos do homenageado.


Com informações do Blog do Tidi
Tecnologia do Blogger.