Header Ads

Procon notifica 21 postos de Fortaleza por aumento abusivo de preço



Preços ficaram mais altos em meio à crise de abastecimento ocorrida com a greve de caminhoneiros.

O Procon Fortaleza, órgão de defesa do direito do consumidor, notifica nesta segunda-feira (28) 21 postos de combustível por aumento abusivo de preço. O aumento ocorre em meio à crise de abastecimento, devido à greve de caminhoneiros, que ocorre em vias do Ceará e do Brasil há oito dias.
Caminhoneiros mantêm protestos em 13 trechos das rodovias do estado nesta segunda, oitavo dia de paralisação da categoria.

Conforme o Procon, a notificação é para saber se os postos estão se aproveitando da greve dos caminhoneiros para elevar preços, diante da demanda de consumidores pelo produto. A prática é abusiva e a multa pode chegar a R$ 11 milhões.
A diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, orienta que o consumidor exija a nota ou cupom fiscal, com discriminação do valor pago por litro de combustível e a quantidade abastecida, para documentar casos de preços abusivos que vem sendo praticados a pretexto da paralisação dos caminhoneiros.


"Vamos notificar todos os postos denunciados. Portanto, pedimos que os consumidores nos ajudem, denunciando a prática abusiva de elevar preços sem justa causa", alertou a diretora.
Na falta do cupom fiscal, informações como endereço do estabelecimento, bandeira, data do fato ocorrido e ainda fotos também ajudam a investigar o abuso praticado.
Devolução em dobro
Cláudia Santos explica ainda que, caso o Procon identifique a elevação de preços abusivos nos combustíveis, os consumidores que registrarem reclamação poderão ser ressarcidos, em dobro, pelo valor pago a mais, considerado abusivo.
Denúncias podem ser realizadas no Portal da Prefeitura de Fortaleza, no campo defesa do consumidor e, também, pelo aplicativo Procon Fortaleza e pela Central de Atendimento ao Consumidor 151.


Fonte: G1-CE
Tecnologia do Blogger.