Header Ads

JN STUDIO

Motorista de aplicativo é morto com 20 tiros em Fortaleza; Este já é o 9º assassinato



O motorista, de 24 anos, foi morto no bairro Cristo Redentor. A empresa 99 Pop lamentou através de nota

Um motorista de aplicativo foi assassinado com mais de 20 tiros na tarde desta terça-feira (8), no bairro Cristo Redentor, em Fortaleza. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), a vítima de 24 anos, identificada como Antônio Joaci Freitas Filho, foi abordada por um homem que desembarcou de um veículo na rua Dona Medina, onde o crime aconteceu.
No início da ação, houve luta corporal. Outros dois passageiros do veículos desceram do veículo para ajudar o comparsa e efetuaram os disparos.
No local da ocorrência, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizou os primeiros levantamentos sobre o crime e encontrou munições de vários calibres. 

Um inquérito policial foi instaurado para investigar a motivação do assassinato e os participantes da execução.  Segundo relatos de testemunhas ouvidas pela produção do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, o jovem se chamava Antônio João Freitas Filho, diferentemente do que apontou a SSPDS.
Tribuna do Ceará entrou em contato com a 99 Pop e com a Uber, para saber se o rapaz tinha cadastro nas plataformas. A 99 informou, por meio de nota, que Antônio João Freitas Filho era motorista do aplicativo, mas não estava em corrida no momento da ocorrência.
“A 99 informa que o motorista Antônio João Freitas Filho não estava fazendo corrida pelo aplicativo no momento do incidente. Sua última chamada na plataforma aconteceu na quinta-feira, dia 3 de maio. A 99 lamenta profundamente o ocorrido e está aberta a prestar qualquer esclarecimento às autoridades”.
Tribuna do Ceará ainda aguarda nota da Uber para saber se Antônio também era cadastrado na plataforma.
9º assassinato de motoristas
Segundo a Associação de Motoristas Privados Individuais de Passageiros de Fortaleza, este foi o nono assassinato de motoristas privados no Ceará. Foram quatro mortes de motoristas de aplicativos e cinco de motoristas de Táxi Amigo.
O último caso havia sido de Francisco Fonseca Neto, de 52 anos, o humorista Fonsequinha, que prestava serviço para o Servus, plataforma de Táxi Amigo, assassinado no último dia 2, no Planalto Ayrton Senna.
Fonte: Tribuna do Ceará
Tecnologia do Blogger.