Header Ads

JN STUDIO

Região Norte registra duas mortes por H1N1


Sobral- As mortes foram registradas no Hospital Regional Norte, em Sobral, referência nesse tipo de atendimento. Segundo a coordenadora da Vigilância em Saúde do Município, Francisca Leite Escócio, nenhum dos pacientes tinha residência no município. “O atendimento foi realizado no hospital de referência para um paciente de Jijoca de Jericoacoara e outro de Almofala, distrito de Itarema, que vieram a óbito. Tivemos também um caso de óbito por H1N1, em Fortaleza, de um paciente do sexo masculino, que possui fazenda em Taperuaba, distrito de Sobral, mas que mora há anos na Capital. Ele teria sido acometido pela doença lá, recebendo atendimento e, infelizmente vindo a morrer. Esse óbito foi registrado no local da ocorrência e residência do paciente, no caso, Fortaleza”, diz a coordenadora.

Atendimento

No último dia 26 deste mês, a direção do HRN enviou um ofício à Coordenadoria da Central de Regulação, da 11ª Coordenadoria de Saúde- CRES informando que “a Emergência Pediátrica do HRN, somente receberá pacientes com classificação de risco pelo Protocolo Manchester, com cores em vermelho e laranja, devido ao aumento de demanda de pacientes críticos e casos suspeitos de H1N1, com necessidade de isolamento. Desta forma, os pacientes classificados como verde, azul e branco, serão orientados a procurarem as unidades básicas, que estarão abertas, e os amarelos para outras unidades de saúde, com exceção dos traumas externos. Os referenciados que receberem essas mesmas classificações serão contrarreferenciados”, informa o ofício e finaliza, “logo que os atendimentos forem normalizados, entraremos em contato com essa instituição informando o retorno dos mesmos. Assina Daniel Hardy Melo, diretor geral do Hospital Regional Norte, que também reforçou as informações sobre os atendimentos, por meio de nota à imprensa.
Notificações
Ainda, de acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde do Município, Francisca Leite Escócio, “Sobral não possui nenhum caso confirmado de H1N1, mas cinco notificados como suspeitos, por apresentarem sintomas que caracterizam uma síndrome gripal respiratória aguda grave, com febre súbita e cansaço, necessitando de oxigênio, daí a importância de internação no Hospital Regional Norte. De todos esses casos, 2 seguem internados (com sinais de pneumonia não especificada), pois os outros já receberam alta”, diz a coordenadora.

Vacinação

Iniciada no dia 23 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza em Sobral tem como meta vacinar mais de 54 mil pessoas que fazem parte do grupo considerado prioritário, por serem mais suscetíveis ao agravo de doenças respiratórias; no caso, crianças de seis meses a cinco anos, pessoas com mais 60 anos, gestantes, mães que estejam no período pós parto (até 45 dias), doentes crônicos, trabalhadores de saúde, população indígena e professores.
De acordo com dados parciais da Secretaria de Saúde municipal, pouco mais de 20% da meta já foi alcançado. Nesta segunda-feira (30), os postos de saúde recebem o 4º lote das vacinas, algo em torno de 3 mil doses, e já reiniciam o atendimento nas primeiras horas da tarde. A campanha se estenderá até o dia 1º de junho.

Ação preventiva

A Secretaria de Saúde do Município já elaborou um Plano de Contingência com a participação de toda a área técnica da secretaria e hospitais da região, para divulgação dos sintomas, prevenção e assistência às pessoas, caso sejam acometidas pela doença. “Uma das recomendações é informar em tempo oportuno, para que as pessoas não se acomodem e não cheguem nos Centros de Saúde já em situação comprometida de vida. Este ano, o Dia D da campanha ocorrerá no próximo dia 12 de maio, quando haverá uma mobilização nacional. Nesse dia, os 36 Centros de Saúde da Família do município estarão em funcionamento”, finaliza Escócio.
Fonte: Marcelino Junior DN
Tecnologia do Blogger.