Header Ads

Policial militar sofre emboscada de bandidos e acaba morto a tiros na porta de casa


Crime ocorreu na noite dessa quinta-feira no bairro Conjunto Palmeiras. O militar trabalhava em um presídio e, ao voltar para casa, foi executado. Agentes da DHPP e da Inteligência da PM já investigam o assassinato
Um policial militar foi morto, a tiro, na noite dessa quinta-feira (1º), na periferia de Fortaleza. O crime ainda está sendo investigado, mas os primeiros indícios apontam para um assassinato premeditado. Os criminosos armaram uma emboscada para o PM e ele acabou sendo assassinado quando chegava em casa. No Conjunto Palmeiras.

O cabo PM Marcos Antônio de Sousa Ribeiro era destacado na 3ª Companhia do Batalhão de Policiamento de Guarda de Estabelecimentos Penitenciários (BPGEP) e estava chegando em sua residência, localizada na Rua Catolé, quando foi surpreendido por, pelo menos, quatro desconhecidos. Os bandidos usavam capuzes e pistolas.

Mesmo armado, o militar não teve tempo de reagir e acabou sendo atingido por vários disparos. Em seguida, os criminosos fugiram em outro automóvel. Segundo a Polícia, o cabo ainda chegou a ser socorrido para o hospital “Frotinha” de Messejana, onde faleceu minutos após dar entrada na Emergência. Os médicos constataram que ele fora atingido por tiros no tórax e abdome.

O assassinato, segundo registros da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) ocorreu por volta de 22h45. Imediatamente o fato mobilizou várias patrulhas da PM para um cerco na região do Grande Jangurussu, mas, até o começo da manhã desta sexta-feira, nenhum suspeito havia sido detido. As buscas continuam sendo realizadas, agora, por agentes da Coordenadoria de Inteligência Policial (CIP) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo

O cabo Marcos Antônio de Souza Ribeiro é o segundo policial morto no Ceará em 2018. No último sábado, um sargento destacado no Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), identificado como Francisco Wagner Alves de Araújo, 44 anos, morreu após reagir à voz de prisão dada por uma patrulha do Batalhão de Rondas Intensivas e Ostensivas (BPRaio).

O fato ocorreu por volta de 18h30 na BR-020, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Segundo o Comando da corporação, o militar atirou contra os colegas de farda e foi ferido no abdome, morrendo ainda no local. Ele estaria passando por problemas psicológicos. Com o sargento foi encontrada uma pistola de calibre Ponto 40. O caso está sendo apurado pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD).
Fonte: Cearánews
Tecnologia do Blogger.