Header Ads

'Fake news' sobre Marielle foram disseminadas por quem deveria ter o mínimo de ética


Para o ministro Luiz Fux, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ler e meditar. As notícias falsas em torno de Marielle Franco, vítima da barbárie tão em voga nos dias de hoje, podem ser uma pequena amostra do que vem nas eleições de outubro. E o que é mais grave: as fake news foram concebidas ou disseminadas por gente cujo cargo exige o mínimo de sobriedade e ética — como é o caso da desembargadora Marília de Castro Neves Vieira e do deputado federal Alberto Fraga. Que horror. 


Fonte: O Globo
Tecnologia do Blogger.