Header Ads

Chefe do tráfico em Olinda é preso em pousada de Fortaleza


Paulo Rogério Gomes, conhecido como "Castor", tem sete processos pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, roubo e, pelo menos, três homicídios
Foragido da Polícia em Pernambuco, Paulo Rogério Gomes, de 32 anos, mais conhecido como "Castor", foi preso nesta quarta-feira, 21, pela Polícia Civil do Ceará, em pousada no bairro Meireles, em Fortaleza. Ele é apontado como chefe do tráfico em Olinda, cidade distante seis quilômetros de Recife, e estava recolhido na penitenciária pernambucana de Itamaracá, após ser condenado a mais de 25 anos de prisão em regime fechado. Castor havia fugido em 15 de dezembro de 2017.


Contra ele, pesam sete processos pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, roubo e, pelo menos, três homicídios. Destes, ele havia sido condenado em quatro processos e esperava julgamento pelos demais.


Castor estava hospedado em pousada de Fortaleza junto com a companheira, desde a última terça-feira, 20. Ela também foi levada à delegacia, prestou depoimentos e foi liberada em seguida. Ainda não foram esclarecidas as razões que motivaram a estadia do casal no Ceará.


Segundo o delegado titular do 2º Distrito Policial, Pedro Viana, o cumprimento do mandado de prisão só foi possível após informações repassadas pela Divisão de Homicídios Metropolitana Norte, de Pernambuco. "Trata-se de um homicida contumaz que comandava o tráfico de dentro do presídio. Ele segue preso no xadrez do 2º DP até ser recambiado pela Polícia pernambucana", explicou.
Fonte: O Povo

Tecnologia do Blogger.