Header Ads

JN STUDIO

Oficial do 23º BC é encontrado morto

Oficial do Exército Brasileiro encontrado morto ontem em alojamento de Mossoró, no Rio Grande do Norte, era originalmente destacado no 23º Batalhão de Caçadores (23º BC), em Fortaleza.
O tenente foi encontrado pela manhã em alojamento do Ginásio de Esportes Pedro Ciarlini, em Mossoró, onde funciona alojamento da “Operação Potiguar III”, que assumiu na semana passada o comando da Segurança Pública do Rio Grande do Norte.
Apesar de o Exército não ter divulgado nem o nome nem a patente do oficial, a imprensa da região confirmou que a vítima era um tenente, que foi encontrado com lesão feita por arma de fogo.
"Ainda não temos informações concretas. Mas o que já podemos informar é que não houve um crime", disse o ministro da Defesa, Raul Jungmann, em entrevista coletiva feita na manhã de ontem em Natal. Segundo ele, o caso será investigado pelo Exército.
O tenente fazia parte de um reforço de 300 homens deslocados de Fortaleza e de Crateús para a operação do Rio Grande do Norte. Desde a semana passada, as Forças Armadas assumiram controle da segurança pública no estado, que enfrenta hoje greve de policiais militares.
Desde o início da paralisação, no dia 19 de dezembro, até a manhã de domingo (31), 94 mortes violentas haviam sido registradas no estado, a maioria na região metropolitana de Natal e Mossoró. Somente na última sexta-feira (29), antes do início da Operação Potiguar III, das Forças Armadas, 18 mortes foram contabilizadas.
No dia 30, já com os militares na rua das principais cidades, o número de mortes violentas caiu para 11. No dia 31, foram duas mortes. E após quase duas semanas registrando recordes nos índices de violência, o Rio Grande do Norte teve uma noite de réveillon considerada tranquila. 


(com agências de notícias)
Tecnologia do Blogger.