Header Ads

JN STUDIO

Beberibe registra maior chuva desta terça; choveu 60 mm, diz Funceme

A terça-feira (9) começou chuvoso em Fortaleza e em cidades do interior do Ceará. Monitoramento da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) mostra que as precipitações aconteceram em pelo menos 47 municípios, desde 7h da segunda-feira (8) até 7h de terça.


Conforme atualização dos dados, Beberibe, no Litoral-Leste, teve a maior chuva do período com 60,0 milímetros.


A segunda maior chuva foi em Lavras Da Mangabeira com 30,0 milímetros. Foram registradas precipitações nas cidades de Fortim (28,0 milímetros); Pereiro (24,0 milímetros); Iracema (18,0 milímetros); Itaiçaba (18,0 milímetros); Ererê (18,0 milímetros) e Redenção (16,4milímetros).


Fortaleza registrou desde a meia-noite desta terça precipitações de 8,0 milímetros. As regiões que mais receberam precipitações foram as Regiões de Central e Inhamuns, Jaguaribana, Litoral de Fortaleza e Cariri.


10 maiores chuvas por Municípios no dia:


Beberibe (Posto: Lagoa Funda) : 60.0 mm
Lavras Da Mangabeira (Posto: Iborepi) : 30.0 mm
Fortim (Posto: Fortim) : 28.0 mm
Lavras Da Mangabeira (Posto: Lavras Da Mangabeira) : 26.6 mm
Pereiro (Posto: Pereiro) : 24.0 mm
Iracema (Posto: Iracema) : 18.0 mm
Itaiçaba (Posto: Elevatorio ) : 18.0 mm
Itaiçaba (Posto: Itaicaba) : 18.0 mm
Ererê (Posto: Erere) : 18.0 mm
Redenção (Posto: Açude Acarape Do Meio) : 16.4 mm
Previsão para o dia 09/01/2018:


No decorrer do dia, nebulosidade variável com chuva em todas as regiões cearenses.
Previsão para o dia 10/01/2018:


Nebulosidade variável com chuva no centro-sul e na serra da Ibiapaba. Nas demais regiões, há possibilidade de chuva no decorrer do dia.
Previsão para o dia 11/01/2018:


No decorrer do dia, nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas em todo o Ceará.
Nuvens sobre o Ceará
Responsáveis pelas chuvas que têm banhado o Ceará nas últimas semanas, são as nuvens sobre o Ceará. No Nordeste brasileiro, há a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN - sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12 km de altura).
Pré-estação chuvosa
As primeiras chuvas de 2018 garantiram um aporte de 1 milhão de metros cúbicos de água aos reservatórios cearenses monitorados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). O volume é suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes durante um mês, conforme a companhia.


Apesar do alívio das chuvas, a situação segue crítica no Ceará. A capacidade total dos 155 açudes monitorados pela Cogerh é 18,6 bilhões de m³ e apresentam atualmente volume de 1,31 bilhão m³ (7% da capacidade total).


Nesta segunda-feira, houve aporte nos açudes Lima Campos e Thomás Osterne, da bacia do Salgado, e Canoas, da bacia do Alto Jaguaribe. Foram registradas chuvas em 26 postos pluviométricos monitorados pela Funceme.


Castanhão em situação crítica
O maior açude do país, o Castanhão, segue sem aumento no seu volume de água. Nesta segunda, o reservatório tem 2,55% da sua capacidade máxima. O açude chegou ao volume morto pela primeira vez em dezembro do ano passado.


Apesar da situação crítica, o Governo do Estado do Ceará afirma que a Grande Fortaleza, que recebe água do Castanhão, não corre risco de ficar sem água nos próximos meses.



O Ceará tem atualmente 21 cidades com água garantida só até o fim deste mês. Outros 18 municípios têm água até o fim de fevereiro, caso não ocorra chuva nesse período.
Tecnologia do Blogger.