Header Ads

JN STUDIO

Polícia prende 16 em operação contra tráfico de drogas no Cariri

Dos 16 presos, quatro foram detidos em flagrante por posse de arma, munição, receptação e tráfico de drogas. Uma fábrica clandestina de CDs e DVDs piratas foi fechada na ação
A Polícia Civil deflagrou, na madrugada desta quarta-feira, 1º, a quarta fase da Operação Medellín, no Cariri. Ao todo, 16 pessoas foram presas, sendo que 12 com mandados de prisão preventiva e quatro em flagrante. Armas e munição foram apreendidas na ação desta manhã, que contou com equipe de 120 policias civis de 24 delegacias.

Ainda foram cumpridos mais três mandados de prisão contra três suspeitos que já estavam presos. Os suspeitos capturados nesta manhã prestam depoimento na Delegacia Regional do Crato, onde o delegado Giuliano Sena realiza os procedimentos.

Os flagrantes foram por posse ilegal de arma de fogo, posse de munição, receptação e tráfico de drogas. Uma fábrica clandestina de CDs e DVDs piratas foi fechada pela Polícia em Juazeiro do Norte. A proprietária, uma mulher de 27 anos sem antecedentes, confessou que fazia as gravações para comercializar. Foram apreendidos vários equipamentos, como impressoras, gravadoras e mídias virgens.

A Operação Medellín, cujo nome faz referência ao cartel de drogas na Colômbia, foi iniciada em janeiro de 2016. Cerca de 50 pessoas ligadas ao tráfico de drogas já foram presas.

A terceira fase, deflagrada no último dia 13 de setembro, resultou nos cumprimentos de 15 mandados de busca e apreensão e oito de prisão. Na segunda fase, foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão, além de cinco de condução coercitiva e um de prisão preventiva. Já na primeira fase, foram 43 pessoas presas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas no Crato - a quantidade depois chegou a 50, quando mais pessoas foram presas dias depois.


Redação O POVO Online
Tecnologia do Blogger.