Header Ads

JN STUDIO

Prof. Ibiapina lança literatura de cordel em Sobral

Os causos do encantador de plateias, ou a Literatura de Cordel, as histórias e as invencionices do professor Ibiapina. Depois do sucesso em Brasília, Juiz de Fora e Belo Horizonte, autor lança livro em Sobral, cidade em que nasceu

“Esta é uma sentença
A dengue é uma doença
Sempre aguda e febril
Da cidade e do distrito
Transmitida por mosquito
Espalhada no Brasil”

Este é um dos inúmeros versos que constam do livro “A literatura de cordel, as histórias e invencionices do professor Ibiapina”, a ser lançado em Sobral no dia 11 de outubro, na Casa da Cultura. O professor José Dias Ibiapina, nasceu em Sobral no dia 22 de março de 1939 e foi para Juiz de Fora, Minas Gerais, onde fez carreira como pediatra. Muito querido na cidade ele ministrou aulas de parasitologia nas Faculdades de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora, da Faculdade de Barbacena e da Faculdade de Medicina Suprema, também em Juiz de Fora. Hoje aposentado, o professor continua dando asas à sua imaginação de sertanejo e presenteia as pessoas que o cercam com seus escritos, agora transformados em livro.

Homem de personalidade rica, mente arejada e humor iluminado, grande contador de histórias e encantador de platéias, intérprete do cotidiano, das pessoas e da medicina, que tão bem soube traduzir para os seus versos. O leitor das “histórias e invencionices” terá a oportunidade de conhecer um pouco mais da trajetória e da obra desse autor, que começou a escrever ainda jovem sob os pseudônimos de Zoroastro, Galo da Campina, Zaratustra e Cantador do Sertão.

Sobre o livro
O livro de 168 páginas, ilustrações de Marcus Pedro e edição da Caraminholas, tem o prefácio de Aldemir Negrão Martins, colega de profissão e amigo do autor. O texto em prosa e verso traça as memórias, as lembranças e as trajetórias da vida de familiares como seu pai, Antônio Félix Ibiapina, e de figuras populares de Sobral e de Juiz de Fora.

O grande diferencial da obra do professor Ibiapina está, sobretudo, na parte do livro sobre medicina em cordel. Os temas ligados a doenças, prevenção e tratamento objetivam informar e conscientizar a população sobre a importância de algumas patologias, entre elas, a dengue, tuberculose, leptospirose e hanseníase. A maioria das estrofes é composta por seis versos de sete sílabas, a chamada sextilha, costurada com métrica e rima dos versos pares, o segundo, o quarto e o sexto.

SERVIÇO:
Lançamento do livro: “A literatura de cordel, as histórias e invencionices do professor Ibiapina”
Data: 11 de outubro de 2017
Horário: 19h30
Local: Casa da Cultura de Sobral
– Av. Dom José, 929 – Dom José – Sobral - CE.
Telefone: (88) 3611-2712
Tecnologia do Blogger.