Header Ads

JN STUDIO

Exames de direção com videomonitoramento são marcados por protesto em Sobral

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) realizou pela primeira vez, na tarde deste sábado, 11, exames de direção com novo sistema de videomonitoramento e telemetria, em Sobral. Ao todo, 200 candidatos fizeram os testes práticos, conforme o órgão. Os exames foram marcados por protestos do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito (Sindetran-CE) contra o que a categoria chama de "terceirização dos serviços".

A implantação do sistema de videomonitoramento e telemetria, como o órgão já havia adiantado, tem o objetivo de dar mais segurança aos candidatos e servidores. Segundo o Detran, Sobral foi escolhida para dar resposta à investigação do Ministério Público Estadual que desmontou esquema de venda de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), em maio de 2016. Na época, três servidores do Detran e instrutores de duas autoescolas da cidade foram presos por fraudes nos processos de emissão de habilitação.

A presidente do Sindetran-CE, Eliene Uchoa, afirma que os servidores não são contra o novo sistema, mas discordam da maneira como ele está sendo implantado. "A gente entende como uma terceirização, pois colocam o examinador de trânsito para validar as operações de um terceiro", explicou ao O POVO Online.

De acordo com a presidente do sindicato , o dinheiro utilizado para a mudança do sistema poderia ser investido em "realização de concursos e aumento salarial para os profissionais de carreira". "Enquanto o servidor está ganhando cerca de R$ 800, eles investem R$ 13 milhões nisso. Se tem dinheiro para monitorar meia dúzia de servidores deve ter para fazer concursos. O ato é pela defesa do Detran enquanto instituição, pela formação do condutor e pela população, que não foi chamada para discutir isso", continua Eliene.

A presidente do Sindetran-CE diz ainda que recebeu denúncias dos servidores sobre falta de treinamento para a utilização do novo sistema. O sindicato também sugere que os exames sejam realizados nos carros em que os alunos receberam o treinamento.

Ao todo, o Detran possui 571 servidores ativos no Estado, de acordo com os o dados do Sindetran-CE. A quantidade de profissionais, por regional, varia de dois e dez.

O Detran informou que o sistema de videomonitoramento e telemetria é homologado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Em nota, o órgão rebateu a alegação de terceirização: "o servidor do Detran continua responsável por aprovar ou reprovar o aluno", justifica.

"O Detran do Ceará é mais um do País, ao lado de Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo, a adotar essa nova sistemática. A sua implantação é uma segurança para o candidato e o próprio servidor, porque há gravação de vídeo e áudio durante o tempo em que o candidato dirige o veículo.

O Detran reconhece que se trata de uma quebra de paradigma, mas renova a sua disposição de cumprir seus compromissos com a sociedade de impedir que eventual ação de uma máfia, que estava acostumada a fraudar o processo de obtenção da carteira de habilitação".
Fonte: Sobral em Revista 
Tecnologia do Blogger.