Header Ads

JN STUDIO

PRF registra 433 multas por dia durante operação de feriado no Ceará

Polícia também registrou 28 acidentes, com 21 feridos e três mortes.
PRF autuou 30 motoristas por dirigir sob efeito de álcool.
A Polícia Rodoviária Federal registrou 2.166 multas de trânsito durante a Operação Proclamação da República, realizada de sexta-feira (11) até esta terça-feira (15). O número equivale a 433 infrações registradas por dia nas rodovias federais. O órgão ainda registrou três mortes em decorrência de acidentes. Segundo a PRF, foram fiscalizados 4.388 veículos e 4.516 condutores. A maioria das infrações foi por ultrapassagens proibidas: 306 registros. A órgão rodoviário também destacou que foram 73 pessoas foram multadas por não usar cinto de segurança e 52 pelo não uso do capacete.
Para o superintendente da PRF no Ceará, inspetor Stênio Pires, a quantidade de infrações no feriado da Proclamação da República é considerado elevada, principalmente devido o risco de acidentes. O inspetor considera que o aumento no valor das multas de trânsito ainda não foi suficiente para conscientizar os condutores.
"Até o momento não sentimos uma redução na quantidade de infrações cometidas, acreditamos que isso está ocorrendo porque os infratores ainda não receberam as notificações com o novo valor em suas residências", afirmou.
A PRF realizou 1.737 testes do bafômetro em motoristas durante a operação. No total, 30 pessoas foram autuadas por dirigirem sob efeito de álcool e três foram presas.
"com relação à alcoolemia, consideramos muito alto o número de pessoas flagradas dirigindo alcoolizadas. Acreditamos que, combinados, o novo valor da multa, a celeridade no processo de suspensão da CNH e a intensificação da fiscalização vão conseguir mudar essa realidade nos próximos meses", destacou o superintendente da PRF.
Acidentes
Durante a operação foram contabilizados 28 acidentes, com 21 feridos e três mortes. Os acidentes fatais ocorreram na BR-222, em Caucaia, e na BR-116, em Fortaleza.


Fonte: G1 Ceará
Tecnologia do Blogger.