Header Ads

JN STUDIO

Litro de gasolina é vendido no Ceará R$ 3,58 e R$ 4,13, diz agência

Gasolina mais barata do CE é vendida no Crato; e mais cara, em Canindé.
Preço do combustível teve redução de menos de 1% na semana, diz ANP.
O preço do litro de gasolina no Ceará é vendido entre R$ 3,589 no posto de combustível mais barato e R$ 4,139, no mais caro, de acordo com pesquisa realizada nesta sexta-feira (21) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). O preço médio no estado é R$ 3,83, o terceiro mais caro do país, segundo o órgão.



O preço barato é na cidade do Crato, onde o litro de gasolina custa, em média, R$ 3,758; e o mais caro, em Canindé, cujo litro é vendido em média por R$ 4,071.
Redução de menos de 1%
O preço médio da gasolina no Ceará caiu menos de 1% na semana, após anúncio da Petrobras de que o preço do combustível seria reduzido nas refinarias. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), a redução nas refinarias, de 3,2%, não foi totalmente repassada ao consumidor final.



Segundo a agência, o preço médio do litro de gasolina era vendido a R$ 3,86 na segunda-feira (17); nesta sexta-feira, quando o combustível foi repassados aos postos já com a redução nas refinarias, o preço médio é de R$ 3,86, uma redução de R$ 0,03 por litro, ou 0,8%.
O preço médio em todo o Brasil, na semana encerrada nesta sexta-feira, foi de R$ 3,671 o litro, 17 centavos acima do valor registrado na semana anterior.
A ANP monitora semanalmente os preços da gasolina, etanol e diesel em todo o país. Os pesquisadores coletam os dados sobre gasolina em 5.667 postos do país. Os dados sobre etanol e diesel são coletados em 5.185 e 3.599 postos, respectivamente. O
Segundo o levantamento, o preço médio da gasolina ao consumidor no país passou de R$ 3,654 o litro na semana passada para R$ 3,671 o litro – uma diferença de 17 centavos.
Os donos dos postos de combustível justificam o resultado pela alta do preço do etanol. "Essa redução da gasolina na refinaria, anunciada pela Petrobrás, coincidiu com a alta do preço do etanol anidro, que é misturado na gasolina. O preço pago à refinaria não é o único custo do posto. Outros custos incidem no preço final que chega ao consumidor", explica o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo, João Alberto Paiva Gouveia.

Fonte: G1
Tecnologia do Blogger.