Header Ads

JN STUDIO

Dicas de professores e alunos para a reta final para o Enem

A dez dias do Enem, O POVO ouviu quem está nos preparativos para a prova. Docentes indicam descanso; estudantes reforçam estudo.
A dez dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), coordenadores, professores e alunos listam dez dicas do que estão fazendo nesta reta final de preparação. Enquanto docentes indicam descanso, estudantes tentam driblar a ansiedade e pretendem reforçar estudos até a véspera das provas, encaradas por muitos como o momento mais importante da vida escolar. O Enem 2016 será nos dias 5 e 6 de novembro.

A rotina de preparação da estudante Anne Caroline Santana, 17, já não é mais a mesma. Há algumas semanas ela começou a intensificar os estudos nas disciplinas em que mais sente dificuldade. Aluna do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB), no Centro, ela afirma que só descansa quando chega em casa, após o dia inteiro de aulas. “O nervosismo aumenta quando vai chegando perto da prova, mas o cansaço também aumenta. Já chego bem cansada e só reviso”, compartilha.


Unanimidade apontada por estudantes e professores, a ansiedade é considerada o maior desafio nestes dias. No CMCB, o coordenador pedagógico relata que os professores tentam reduzir a tensão dos alunos. “Já se passou o ano todo falando da prova. Se for fazer mais pressão, vai prejudicar todo o trabalho. Neste momento a gente tem que ser pai, mãe, psicólogo, padre”, diz.


Na reta final para o Exame, Anderson Sousa, professor de química da escola Paulo Petrola, na Barra do Ceará, usa as aulas para tirar dúvidas, passar dicas e revisar conteúdos. Ele reforça que a preparação em casa também é importante. Pais e familiares devem evitar pressionar os candidatos. “Os estudantes colocam muita expectativa, mas os pais têm que ajudar neste trabalho de minimizar a ansiedade”, indica.


Redação
Se para docentes o momento é ideal para diminuir o ritmo, para o estudante Bruno Patrício, do Colégio Santo Inácio, estes dez dias até a prova serão usados para reforçar a preparação. Ele conta que o foco até lá é melhorar a Redação, considerada a parte mais importante da prova.


O estudante conta que revisa os erros cometidos ao longo do ano e elabora formas de abordagens dos diferentes temas cotados para tema da dissertação. Pelo cronograma, Bruno só irá descansar às vésperas da prova. “Não deixo de dormir, mas descanso menos que o normal. Também deixei de sair... Sacrifiquei muita coisa por causa dessa prova”, diz.


Para Marcos Blaque, professor de redação do colégio Darwin, os alunos não devem focar em tentar acertar o tema sobre o qual terão de argumentar. “Indico que foquem na estrutura, em como elaborar a argumentação”, sugere.

A prova

As provas serão nos dias 5 e 6 de novembro.
Os portões de acesso serão abertos ao meio-dia e fechados às 13 horas. As provas terão início às 13h30min (pelo horário de Brasília).
 

Os estudantes que farão a prova no Ceará devem ficar atentos. Como o Estado não tem horário de verão, deve-se lembrar que tudo ocorre uma hora mais cedo. Ou seja: os portões fecham ao meio-dia e a prova começa às 12h30min.
 

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Os estudantes terão 4h30min para o exame.
 

No segundo dia, as provas de Linguagens e Códigos, Matemática e Redação serão aplicadas. Neste dia, os candidatos terão uma hora a mais para terminar.
 

Deve-se levar caneta esferográfica preta fabricada em material transparente, documento de identificação com foto e cartão de confirmação da inscrição.


O POVO online
Tecnologia do Blogger.