Header Ads

JN STUDIO

Número de denúncias de consumidores contra os Correios cresceu 566%

O atraso em contas e encomendas pelos Correios tem tirado a paciência de muitos cearenses nos últimos dias. De acordo com o Procon Fortaleza, o número de denúncias de consumidores contra os Correios aumentou 566% entre o primeiro semestre deste ano e o primeiro semestre do ano passado.
Com esse problema, o órgão determinou um prazo de 20 dias úteis para que a empresa regularize as correspondências de consumidores em atraso ou que sofreram extravio. Caso os Correios não corresponda com a determinação, o Procon estipulou uma multa de até R$ 11 milhões em caso de descumprimento.
Segundo Guto Loureiro, usuário frequente do serviço dos Correios, os prazos estabelecidos pela empresa não agradam os consumidores. “Me sinto insatisfeito e lesado. Porque você paga um serviço caro, que aumenta anualmente em 50 a 100% do valor, e o pior de tudo é que dependemos muito deles”, contou Guto à rádio Tribuna BandNews FM.
Depois de uma reunião entre o Procon e a empresa, os dirigentes da estatal admitiram o problema de atraso nas entregas. A diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, afirmou à Tribuna Bandnews FM que o serviço prestado hoje pela empresa não atende a demanda do público.
“É um serviço ineficiente. O Sedex, por exemplo, é um serviço contratado pelo consumidor para receber a encomenda de forma mais ágil, mas não é o que está acontecendo no momento. E isso tem causado problemas aos consumidores, e os Correios têm que encontrar uma maneira de resolver esses problemas neste prazo estipulado”, explicou Cláudia.
De janeiro a julho do ano passado, pelo menos nove denúncias de consumidores contra os Correios foram registradas. Este ano, no mesmo período, já são 60 reclamações de consumidores, que denunciam atrasos e extravios de correspondências.

Fonte: Tribuna do Ceará
Tecnologia do Blogger.