Header Ads

JN STUDIO

Governo aponta que pelo menos 5 mil cearenses possuem pressão alta

Considerada uma doença crônica, a hipertensão é determinada por elevados níveis de pressão sanguínea nas artérias. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, de janeiro a abril deste ano, o número de pessoas com pressão alta no Ceará chega a mais de 5 mil.
Uma pesquisa desenvolvida por 25 universidades do país e pelo Instituto do Coração de São Paulo afirmou que 15% dos hipertensos não conseguem controlar a doença, mesmo utilizando remédios.
Em entrevista à rádio Tribuna Bandnews FM, o professor de Cardiologia da UFC Ricardo Pereira afirmou que isso acontece quando o paciente é diagnosticado com a chamada hipertensão resistente.
“Quando se usa três e não consegue controlar a doença, ela é chamada de Hipertensão resistente. E quando se utiliza quatro tipos de droga e mesmo assim não consegue controlar chama-se de hipertensão refratária. Em relação a segunda, na realidade se trata de hipertensão secundária, como aquele indivíduo que tem um problema no rim”, disse.
Sem causa definida, a explicação mais aceita por médicos sobre as causas da doença seria por questão de genética, tabagismo ou uma alimentação desregrada.
Sintomas
A pressão alta é na maioria das vezes silenciosa. Os sintomas que podem não se manifestar em todos as pessoas, incluem enjoos, tonturas, dor na nuca ou dificuldade para respirar. Quando não tratada, a hipertensão pode levar a danos permanentes. Como derrames cerebrais, infarto, insuficiência cardíaca e renal e até mesmo alterações na visão que podem levar à cegueira.

Fonte: Tribuna do Ceará
Tecnologia do Blogger.