Header Ads

JN STUDIO

Estado projeta R$ 10 bi em investimento privado

Com R$ 1,5 bi de investimento em infraestrutura portuária, Estado espera atrair cerca de R$ 10 bi privados Com a ampliação e modernização do Porto do Pecém, o Ceará tem capacidade de atrair em torno de R$ 10 bilhões em novos empreendimentos. A projeção é feita pelo o secretário estadual da infraestrutura, André Facó, com base na média de retorno que os portos têm a partir de investimentos em infraestrutura portuária. Ontem, o Governo do Estado inaugurou o descarregador de minério de ferro e acionou o funcionamento da correia transportadora que vai levar o minério e outros granéis sólidos de alta densidade do porto até as empresas instaladas no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). Os equipamentos, que juntos custaram R$ 272 milhões, serão utilizados inicialmente para atender demanda da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Se imaginarmos que cada um real ou dólar investido em infraestrutura portuária gera de cinco a oito vezes o valor em investimento privado, nós temos com esta viabilização de R$ 1,5 bilhão em investimentos (total da segunda expansão do Porto até os novos equipamentos), a possibilidade de gerar mais de R$ 10 bilhões em novos empreendimentos. Nós não vamos ter no Ceará possivelmente o maior porto do País, mas queremos ser o mais eficiente e gerar atratividade”, disse Facó.

O descarregador tem capacidade nominal de descarregar até 2.400 toneladas/hora de minério de ferro direto na correia, com 8,6 km de extensão. Na prática, os novos equipamentos têm capacidade de fazer em três dias, o descarregamento de um navio com 70 mil toneladas de minério. Sem eles, seriam necessários mais de quatro mil caminhões.

O governador Camilo Santana destacou que esta era uma das obras de infraestrutura que o Estado se comprometeu em fazer para atrair a siderúrgica para o Estado e que aliado a outras que ainda estão em andamento - como a implantação de mais três berços de atração de navios no Terminal de Múltiplo Uso (TMUT); a construção de uma segunda ponte de acesso que fará a ligação entre o litoral ao pátio de cargas; a construção de uma rodovia de Placas que vai permitir o movimento de caminhões pesados que vão transportar as placas da siderúrgica ate o porto e a duplicação da BR-155 – devem colocar o Porto do Pecém em novo patamar.

“A CSP é um sonho dos cearenses há décadas e isso muda os caminhos de desenvolvimento do Ceará”, afirmou o governador Camilo Santana, destacando que em menos de três anos, a CSP fez investimentos de U$ 5,4 bilhões. Na solenidade, também foi feito embarque de 32 mil toneladas de placas de aço para Itália e Marrocos. Este é o segundo carregamento feito pela CSP. A expectativa é exportar até o final do ano 1,6 milhão de toneladas.

Inauguração da CSP
“É com grande satisfação que comemoramos este importante marco para a CSP e para o Ceará ”, afirmou o CEO da CSP, Sérgio Leite, ressaltando que a inauguração oficial da siderúrgica deve ocorrer entre setembro e outubro.

INAUGURAÇÃO

Solenidade e equipamentos
Na inauguração do descarregador e da correia de minério de ferro, o governador Camilo Santana estava acompanhado de políticos e empresários 2) Descarregador e correia custaram, juntos, R$ 272 milhões ao Governo do Estado 3) O equipamento foi acionado pelo governador na manhã de ontem. Operação assistida deve durar seis meses.

Fonte: O Povo online
Tecnologia do Blogger.