Header Ads

JN STUDIO

Presos fogem, sequestram ônibus e fazem reféns em Itaitinga

Em menos de 12 horas, além do sequestro, dois ataques a prédios públicos, um motim e uma fuga em delegacia também foram registrados Doze presos que participaram de uma fuga em massa registrada na madrugada de ontem, no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO) II, na cidade de Itaitinga (Região Metropolitana de Fortaleza), sequestraram um ônibus intermunicipal e fizeram os passageiros reféns. O veículo foi abordado na localidade de Tapuio, em Aquiraz, durante o embarque de uma passageira. Os criminosos obrigaram que o motorista trafegasse por uma estrada carroçável até Chorozinho, onde as vítimas foram liberadas, sem ferimentos. A ação foi apenas uma das cinco ocorrências de grande vulto registradas entre a noite da última quarta-feira, 13, e a manhã de ontem na RMF. Além do sequestro, dois ataques a prédios públicos, uma rebelião e uma fuga de delegacia aconteceram no intervalo. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) investiga se algum dos casos, como os disparos efetuados contra a sede da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e o 23º Distrito Policial, em Caucaia, estão relacionados.


O sequestro ao ônibus aconteceu por volta das 5 horas. “Eles saíram correndo de dentro dos matos e subiram anunciando o assalto. Mandaram o motorista dirigir por uma estrada até onde desse. Quando desceram, tomaram um carro de assalto e fugiram”, contou uma funcionária da empresa São Benedito, à qual pertence o coletivo, que pediu para não ser identificada. 


Antes de desembarcar, o grupo ainda trocou de roupas com alguns dos passageiros. Celulares e chips, que haviam sido tomados para evitar que a Polícia fosse acionada, foram devolvidos às vítimas. “Os únicos assaltados foram motorista e cobrador. Eles disseram que só queriam fugir, não pretendiam machucar ninguém”, detalhou a funcionária. 


Até o fechamento desta matéria, a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) não havia concluído a recontagem dos presos no IPPOO II. A Polícia Militar estima que pelo menos 50 homens tenham escapado por um túnel e apenas 22 tenham sido recapturados.


As ocorrências
Antes, por volta da meia-noite, o 23º Distrito Policial, situado no conjunto Nova Metrópole, em Caucaia, foi alvejado por disparos de arma de fogo. A fachada do prédio e uma viatura foram atingidas. Ninguém ficou ferido. Os responsáveis pelo ataque agiram em um automóvel de cor preta.


Pouco tempo depois, três criminosos efetuaram cerca de 20 disparos de pistola contra a fachada da sede da GMF, no bairro Rodolfo Teófilo. Ninguém ficou ferido. Os autores da ação fugiram em um carro e não foram identificados. Um carregador de pistola com 13 munições intactas e dois estojos de calibre ponto 40 foram encontrados no local e encaminhados para o 34º Distrito Policial. O caso, contudo, será apurado pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). Por conta da ação, os agentes da guarda foram retirados das ruas na manhã de ontem.


Em seguida, às 2 horas, cinco presos fugiram do 10º Distrito Policial, no bairro Antônio Bezerra. O grupo serrou as grades da cela e saiu por uma janela do prédio. Conforme a própria Polícia Civil, a unidade estava superlotada. Também por conta do excesso de presos, suspeitos mantidos na Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) realizaram um motim que só foi encerrado com a chegada do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque).

Fonte: O Povo online
Tecnologia do Blogger.