Header Ads

JN STUDIO

Guarda Municipal de Fortaleza decreta greve e promete paralisações da categoria

Além dos professores da rede estadual, mais uma categoria decretou greve. Dessa vez, a Guarda Municipal de Fortaleza, nesta terça-feira (19), resolveu aderir ao movimento. Conforme a categoria, as paralisações devem iniciar no próximo sábado (23). Os agentes reivindicam melhores condições de trabalho e alegam que aguardam reunião com a prefeitura de Fortaleza.
Em entrevista à rádio Tribuna Bandnews FM, o presidente do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), Narcélia Silva, disse que os trabalhadores já estão em estado de greve e já possuem uma nova assembleia marcada.
“Já há uma nova assembleia na próxima quinta-feira (21) pela manhã. Mas a greve inicia efetivamente, caso a prefeitura não apresente propostas concretas de melhorias nas condições trabalho, no próximo sábado”, destacou a presidente.
A decisão da categoria acontece após dois ataques conta a sede do órgão no último fim de semana. Conforme guardas municipais, homens armados atiraram contra o prédio e tentaram incendiar viaturas.
Em nota, a Secretaria Municipal de Segurança Cidadã afirma que não recebeu notificação oficial sobre greve dos guardas e, por conta disso, não reconhece a decisão. A pasta também informou que as atividades da Guarda Municipal devem ser mantidas e que casos de indisciplina serão avaliados.
Contudo, conforme Narcélia, um ofício foi enviado a prefeitura. “Estamos enviando um ofício para a prefeitura solicitando uma reunião com o prefeito de Fortaleza. Considerando que a direção tem conversado, mas queremos uma reunião com propostas concretas e não conversas”, relatou Narcélia.
Os ataques registrados pela guarda fizeram parte da séria de ataques contra agentes de segurança nos últimos seis dias. Pelo menos seis policiais foram feridos a bala e um morreu. Além disso, cinco ônibus foram incendiados em Fortaleza e na Região Metropolitana.

Fonte:Tribuna do Ceará
Tecnologia do Blogger.