Header Ads

JN STUDIO

Força Nacional impede entrada de celulares e drogas em presídio no CE

Oficiais da Força Nacional de Segurança apreenderam no fim da noite desta quarta-feira (15) materiais que estavam sendo jogados por cima da grade lateral da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Jucá Neto (CPPL III), em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo a Força Nacional, por volta das 20h45, quando havia um menor número de policiamento no local, um grupo de pessoas se aproximou da grade lateral e jogou cerca de 10 pacotes com materiais ilícitos para dentro da CPPL III.

Ao perceberem a ação, oficiais dispararam munição de impacto controlado em direção aos presos que tentavam resgatar os materiais. Uma granada - de luz e som - foi jogada em direção ao matagal para dispersar os suspeitos.

Foram apreendidos 14 celulares, dois smartphones, um chip de uma operadora móvel, 12 carregadores de celular, 10 fones de ouvido, cerca de 100 gramas de um substância que aparenta ser maconha e 20 gramas de uma substância que oficiais suspeitam de ser cocaína.

Força Nacional por mais 30 dias
O Mistério da Justiça e Cidadania (MJ) publicou nesta quarta-feira (15) uma portaria que prorroga a atuação da Força Nacional de Segurança no Ceará. 
As tropas permanecerão no estado por mais 30 dias, dando apoio ao sistema prisional para evitar novas rebeliões e fuga de presídios da Região Metropolitana de Fortaleza. Conforme o Ministério da Justiça, "os profissionais disponibilizados pela Força Nacional trabalharão em módulo mínimo de pelotão e obedecerão ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação". O prazo do apoio ainda poderá ser prorrogado novamente pelo MJ, caso necessário.

Dentre os trabalhos, os policiais utilizam drones para monitorar penitenciárias da Região Metropolitana de Fortaleza. Os dispositivos, controlados remotamente, fazem tomadas aéreas, que, segundo o Ministério da Justiça, permitem o mapeamento das áreas e identificação de movimentação dentro e fora das unidades prisionais.

Pedido do governo
O pedido de prorrogação do reforço da Força Nacional foi feito pelo governador Camilo Santana e atendido pelo ministro Alexandre Moares. As tropas chegaram ao Ceará em 26 de maio, após o fim de semana do dia 21 de maio, quando foram registrados rebeliões, fugas, conflitos e mortes em unidades prisionais do estado.



Fonte: G1 CE
Tecnologia do Blogger.